Em jogo fraco tecnicamente, Grêmio e Palmeiras não saem do zero no Estádio Alfredo Jaconi
Foto: Lucas Uebel/Grêmio

Grêmio e Palmeiras entraram em campo na tarde deste domingo (1), a partir das 16h, no Estádio Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul. Tudo porque a Arena está entregue a FIFA como campo oficial de treinamentos para a Copa do Mundo.

Na oitava colocação e com quatorze pontos antes da bola rolar, o tricolor buscava somar três pontos, que com uma combinação de resultados, lhe daria a liderança do campeonato; Já o Verdão, na nona, com doze pontos, ambicionava a vitória fora de casa para retornar ao G-4 do Brasileirão. Além de ser um jogo importante visando uma melhor colocação para ambas as equipes, a partida também marcou o reencontro de Barcos com o Palmeiras, clube no qual saiu de forma conturbada em 2013.

O Verdão chegou a balançar as redes, mas teve seu gol mal anulado pelo árbitro Jaílson Macedo Freitas. O Grêmio pressionou nos minutos iniciais de partida, desperdiçou chances de abrir o placar e caiu de rendimento, deixando o Palmeiras crescer em campo. Com isso, os 17 mil torcedores presentes no estádio se decepcionaram com o placar: zero a zero.

Com o resultado, o tricolor subiu para a sexta colocação, com quinze pontos e o Palmeiras continou na nona posição, com treze pontos obtidos.

Grêmio inicia melhor, mas Palmeiras equilibra a partida

Grande parte do primeiro tempo foi de intensa pressão do Grêmio. Logo no primeiro instante, uma chance real de gol para os donos da casa: Rodriguinho cruzou certeiro na cabeça de Barcos, que mandou para fora. Cerca de dois minutos depois, mais uma jogada perigosa, agora de Dudu novamente para o Pirata, que chutou por cima do gol de Fábio.

O primeiro chute a gol do Palmeiras foi aos quinze minutos, onde Henrique arriscou de fora da área e Marcelo Grohe fez a defesa. Os gremistas, ao contrário, dominavam o jogo, tinham mais posse de bola e desperdiçavam reais chances de gols, sem abrir o marcador no Alfredo Jaconi.

Aos 21 minutos, a grande chance do Verdão. Diogo recebe passe, manda uma bomba e a bola bate na trave de Grohe e sai pela linha de fundo. Depois do lance, a situação do jogo inverteu: o Palmeiras cresceu em decorrência da queda de pressão que o Grêmio impôs nos momentos iniciais; Trocava passes, infiltrava a área e chutava a gol com perigo.

Até os minutos finais da primeira etapa, o Palmeiras, que iniciou a partida levando pressão, terminou sendo melhor em campo que os donos da casa e teve grandes chances de abrir o placar; O Grêmio, que dominou o começo do jogo, desperdiçou muitos gols e caiu de produção, deixando os palmeirenses crescerem na partida. Aos 46, fim de primeiro tempo. O marcador não foi aberto na Serra Gaúcha.

Verdão domina a segunda etapa e tem gol mal anulado

As equipes retornaram sem alterações. A segunda etapa iniciou do mesmo tempo que terminou a primeira: Palmeiras pressionando e o Grêmio sem reação. Com isso, o Verdão chegou a balançar as redes, com Diogo, após cobrança de falta. Porém, o árbitro Jaílson Macedo Freitas anulou o gol de forma equivocada, pois o jogador estava em posição regular. Os jogadores protestaram junto ao juíz, que não revogou a sua decisão.

Após o lance, o tricolor ensaiou uma reação e tentou atacar através da bola parada, com o meia Rodriguinho. Ao contrário, o Verdão permanecia superior em campo: aos quinze minutos, em cobrança de falta, Diogo manda uma bomba para a grande defesa de Grohe, que manda para escanteio. O domínio era total do Palmeiras na partida.

Querendo reação da sua equipe, o técnico Enderson Moreira realizou duas substituições. Tirou Barcos e mandou Kleber a campo. Curiosamente, dois ex-jogadores do Verdão. O Pirata, de saída conturbada do time paulista para o gaúcho, foi muito vaiado pela torcida gremista no momento da troca.

O tempo foi passando e o Palmeiras, já contente com o empate fora de casa, tratou de se fechar na marcação, enquanto o Grêmio, desorganizado, rumou ao ataque, mas não obtinha êxitos em seus avanços. Josimar, que entrou na vaga de Felipe Menezes, ainda teve tempo de arriscar de fora da área, mas o placar não se alterou. Grêmio e Palmeiras não saíram do zero no Alfredo Jaconi.

VAVEL Logo