Joinville 2015: atual campeão da Série B tenta surpreender na Série A
Joinville Esporte Clube 2015: Atual campeão da Série B tenta surpreender na Série A

Campeão do Campeonato Brasileiro Série B em 2014, o Joinville surpreendeu a todos no ano passado, mostrando ser uma equipe bastante eficiente e bem postada, principalmente defensivamente. Não é atoa que o clube catarinense terminou a competição com a melhor defesa, tomando apenas 33 gols.

Em 2015, o tricolor catarinense espera fazer uma boa competição. Não deve aspirar coisas tão grandes, como Libertadores ou as melhores posições no campeonato, mas deve tentar, no máximo, uma vaga na Copa Sul-Americana, o que já seria de grande feito para o clube.

Série B 2014: Consistência e eficiência resultam no título

Muitos sabiam da força da equipe de Santa Catarina para a disputa do Brasileiro da Série B, já que os Joinville vinha batendo na trave nos últimos anos de havia disputado a competição. Todo o planejamento da diretoria era fazer um campeonato bem regular e não diminuir o ritmo no final da competição, para conseguir o tão sonhado acesso.

Logo de cara deu para perceber que o tricolo ia dar trabalho mais uma vez. A equipe começou a competição vencendo quatro dos seus primeiros cinco jogos, indo perder apenas na sexta rodada para o bom time do América-MG. Mesmo após a derrota, o JEC não se abateu.

A equipe continuou sua grande regularidade, mostrando-se um time muito bem arrumado defensivamente e eficiente ofensivamente. O elenco todo era bem recheado de opções. Marcelo Costa, Jael e Bruno Aguiar foram alguns dos destaques da equipe na competição.

Após tanto persistir, a consistência e eficiência durante toda a competição valeram a pena. O acesso veio bem cedo, mas o título veio apenas na última rodada, quando a equipe, mesmo derrotada para o Oeste, se sagrou campeã após o empate da Ponte Preta com o Náutico. Foi o segundo título brasileiro do clube, que foi campeão da Série C em 2011.

Histórico em Campeonatos Brasileiros

O Joinville não é um dos clubes mais tradicionais do futebol brasileiro. Não é um dos gigantes do Brasil, tanto que passou por difíceis momentos no campeonato brasileiro, principalmente à partir de 2003, quando os pontos corridos foram inseridos na competição.

A equipe "começou" a fase de pontos corridos na segunda divisão, quando terminou na 15ª colocação, nem descendo para a terceira, nem subindo para a primeira. Em 2004, a equipe foi rebaixada para a Série C, onde ficou por lá até 2009, quando disputou a Série D da competição, mostrando uma grande decadência.

No seu segundo ano na quarta divisão do futebol brasileiro, a equipe de Santa Catarina terminou na quarta colocação, voltando à terceira. Logo na sua "volta" à terceira, o clube se sagrou campeão, retornando para a Série B, onde ficou até o ano passado, quando se sagrou campeão da competição.

ANO COLOCAÇÃO PONTOS JOGOS VITÓRIAS EMPATES DERROTAS CLASSIFICAÇÃO
2014 70 38 21 7 10 Campeão/Subiu
2013 59 38 17 8 13 Neutro
2012 60 38 17 9 12 Neutro
2011 37 16 11 4 1 Campeão/Subiu
2010 20 12 6 4 2 Subiu
2009 DESCLASSIFICADO
2008 DESCLASSIFICADO
2007 18º 21 12 6 3 3 Neutro
2006 17º 20 12 6 2 4 Neutro
2005 11º 17 10 5 1 4 Neutro
2004 22º 18 23 6 0 17 Rebaixado
2003 13º 23 30 7 6 10 Neutro

Destaques

Por ser o atual campeão da segunda divisão, a equipe catarinense tem vários jogadores interessantes, que ajudaram bastante a equipe no acesso para a primeira divisão do futebol brasileiro. O equilíbrio defesa e ataque da equipe foi o principal fator para a conquista da vaga. Três jogadores merecem ser destacados para a disputa do campeonato brasileiro: o zagueiro Bruno Aguiar, o meia Marcelo Costa e o atacante Tiago Luís.

Marcelo Costa

Marcelo Costa é o grande jogador do clube catarinense. Ele é um dos capitães da equipe e lidera o meio de campo do tricolor, sendo um jogador que arma muito bem as jogadas, tem um ótimo passe e se sacrifica bastante em campo, tanto nas jogadas de ataque, como voltando para fechar os espaços na defesa. O meia é o principal jogador da equipe.

Foto: Divulgação/JEC

Tiago Luís

Ex-Santos, Tiago Luís é um atleta que deve dar bastante trabalho no Brasileirão, muito por conta da sua grande velocidade e habilidade na hora de partir para cima dos defensores. Em 2014 ele fez um grande campeonato brasileiro por outro time de Santa Catarina, a Chapecoense, onde foi um dos destaques da equipe no Brasileirão. Em outro time catarinense, Tiago Luís espera repetir as boas atuações.

Bruno Aguiar

Como já dito no começo do texto, o Joinville terminou o Brasileirão Série B do ano passado com a melhor defesa da competição. A defesa no geral foi o grande destaque do clube, mas Bruno Aguiar merece destaque. O zagueiro foi um dos pilares da campanha da equipe, mostrando liderança e regularidade durante toda a competição. Em 2015, ele espera repetir a boa temporada.

Características da equipe

Hemerson Maria, técnico do Joinville, ainda não achou os 11 titulares para ter como padrão durante a temporada. Várias formações estão sendo utilizadas pelo técnico do tricolor. Tanto o 4-3-3, como o 4-4-2 já foram utilizados, mas Maria ainda não achou a formação ideal.

O Joinville é conhecido por ser um time muito bem compactado defensivamente e eficiente no ataque, isso foi provado durante todo o ano passado e deve ser bem utilizado durante 2015. O 4-4-2 ainda parece ser a melhor opção para equipe, já que, na Série A, o JEC não deve ser uma equipe que jogue tanto para frente, ficando mais resguardada.

Maria deverá usar uma equipe que continue sendo forte defensivamente, mas soltando bem os laterais e deixando mais livre a subida deles à frente, além de colocar dois atacantes velozes, mas com boa presença de área ao mesmo tempo. Rafael Costa e Tiago Luís deverá ser a dupla de ataque da equipe.

Planejamento para 2015: Não cair e, quem sabe, lutar por Sul-Americana

Mesmo sendo o atual campeão da segunda divisão, o Joinville não deve aspirar tantas coisas no Brasileirão deste ano. O poderio financeiro e técnico de muitos times da competição são bem mais elevados que o do clube catarinense.

O coletivo foi a principal arma do clube no ano passado, e este ano deverá ser o fator predominante para que a equipe tenha sucesso. Normalmente, os clubes que sobem da segunda para a primeira divisão, têm bastante dificuldades, principalmente no começo da competição. Com o Joinville pode não ser diferente.

Os comandados de Hemerson Maria devem brigar para não cair na temporada. Mesmo tendo um bom coletivo, a equipe deve sofrer por não ser uma equipe tão boa ofensivamente, mesmo com a qualidade do meio para frente. Caso "se livre" do rebaixamento, o tricolor pode arrancar uma vaga na Copa Sul-Americana.

Caldeirão de Joinville deve ser importante

A torcida do tricolor se mostrou bastante presente na Série B do ano passado. O Joinville teve a 5ª maior média de público no último campeonato brasileiro com quase dez mil torcedores por jogo. A equipe só ficou atrás de Ceará (4º), Santa Cruz (3º), Sampaio Corrêa (2º) e Vasco (1º).

20 mil pessoas. Essa é a capacidade da Arena Joinville, que foi um dos pilares do clube na temporada passada. A pressão exercida pela torcida tricolor, tendo em vista o tamanho do estádio, sendo bem "acanhado", foi um importantíssimo fator na campanha do título brasileiro.

Na Série A, a torcida terá que ser mais participante do que nunca, seja nos bons, como nos maus momentos da equipe na competição. O apoio será de extrema importância do início ao fim. A equipe precisa da torcida, pois isso será um importante fator para o sucesso do clube.

Ficha técnica

Nome: Joinville Esporte Clube

Fundação: 29 de janeiro de 1976 (39 anos)

Mascote: Coelho

Títulos: 12 vezes Campeão Catarinense; Uma vez Campeão Brasileiro da Série B; Uma vez Campeão Brasileiro da Série C

Campanha no Brasileirão 2014: Campeão da Série B

Expectativa para o Brasileiro 2015: Não cair/Brigar por Sul-Americana

VAVEL Logo