Ex-centroavante do Joinville, Wagner projeta campanha na Série A: "Vai fazer bonito"
Wagner (terceiro agachado) foi um dos principais jogadores da história do Joinville (Foto: Divulgação/Joinville EC)

O Joinville vive um momento de êxtase em sua curta história de 38 anos. O JEC, como é chamado carinhosamente, é campeão brasileiro da Série B, após brigar ponto a ponto com a Ponte Preta. Com menos dificuldade, conseguiu ficar entre os quatro primeiros está de volta a divisão de elite após 28 anos.

A última vez que o Joinville disputou a primeira divisão foi em 1986, quando foi parado nas oitavas de final pelo Cruzeiro. Um ano antes, outra excelente campanha, com direito a bater de frente com grandes times como Atlético-MG, Flamengo e Corinthians. Este último, um triunfo que jamais será esquecido. Dois a zero no Timão. No entanto, com a organização da Copa União de 1987 e com critérios de classificação diferentes para o campeonato de 1988, o JEC ficou de fora e não voltou mais.

Um dos grandes expoentes daquela equipe era o atacante Wagner. Naquela equipe que tinha Paulo Egídio, Nardela, João Carlos Maringá, entre outros, ele conseguiu levantar o octacampeonato catarinense, além de fazer bonito no Brasileirão. Wagner ainda foi treinador no JEC em três oportunidades, em uma delas, revelou o volante Ramires para o futebol. O hoje tecnico do Real Noroeste-ES, contou a VAVEL Brasil o tamanho de sua felicidade em ver o Joinville de volta a primeira divisão do futebol brasileiro e relembrou os anos dourados da equipe.

"A campanha do Joinville foi muito boa. Tem bons jogadores, mostrou um ótimo desempenho e é um clube que tem uma das melhores histórias do Brasil. Foi octacampeao em 10 anos de existência, e sempre fez grandes jogos contra grandes equipes, como foi contra Atlético Mineiro, Grêmio, Corinthans e etc. O Joinville merece muito estar na primeira divisão e assim como em 1985 e 1986, vai fazer bonito".

Wagner não poderia deixar de falar da campanha do Joinville no ano de 1985. O JEC foi octacampeão catarinense e, por muito pouco, não disputou a semifinal do Campeonato Brasileiro de 1985. Entre 44 times, o time catarinense ficou em oitavo. Um grande feito para o estado.

"Fui artilheiro do Campeonato Catarinense e campeão naquele ano. Aquele time é tido como o melhor Joinville de todos os tempos. Fomos eliminados pelo Coritiba que, em seguida, venceu o Bangu e ficou com o título. O ataque daquela equipe era Geraldo, Wagner e Paulo Egídio", recorda.

Wagner tem muito carinho pelo Joinville e também pela cidade que, segundo ele, o recebeu muito bem durante sua passagem de dois anos pelo clube. O ex-atacante mandou um recado para os torcedores.

"Parabens a todos os torcedores que, desde o início, apoiou o JEC e acreditou no trabalho. Parabenizo também a diretoria, jogadores e a comissão tecnica. Com a ajuda de todos, levou o Joinville ao lugar merecido, que é a Série A do Campeonato Brasileiro. Parabéns, JEC", finalizou.

VAVEL Logo