Rodinei minimiza ausência de torcida ante São Paulo: "Dentro de casa temos que mandar"
(Foto: Divulgação/Ponte Preta)

Os jogadores da Ponte Preta fizeram nesta manhã de sábado (16), o último treino antes de enfrentar o São Paulo pelo Campeonato Brasileiro, no domingo (17), em partida que será realizada com os portões fechados no Moisés Lucarelli, devido a uma punição determinada pelo STD. Apesar disso, o lateral direito Rodinei quer o time confiante para confrontar o rival, que busca uma vitória para esquecer a eliminação da Copa Libertadores da América.

“Com certeza será difícil. Contra o São Paulo já jogamos no Campeonato Paulista e eles vieram com time misto, sabemos da dificuldade da partida, mas hoje estamos muito mais preparados. O professor Guto Ferreira está passando as instruções ideais para esse duelo de domingo. Temos que aplicar o que ele passou e fazer uma bela partida”, afirmou o jogador. “Todos os jogos do Brasileiro são difíceis. Independentemente de o São Paulo ter sido eliminado ou não em outra competição, eles virão querendo ganhar da nossa equipe. Estamos cientes isso, por isso temos que estar concentrados e buscar a vitória. Dentro de casa temos que mandar”, completou.

Para essa rodada, a falta da tradicional torcida pontepretenana é um momento inédito na passagem de Rodinei pela Macaca e ainda brincou dizendo que não vai dar para dar um 'migué' e não escutar o treinador. “Nunca joguei sem torcida. Sou jogador que é muito embalado pela torcida, ainda que estão ali na lateral. Agora não vai ter aquela torcida gritando, mas é bom que vai dar para escutar o professor também. Não vai dar para dar aquele velho ‘migué’  que não está escutando”.

Punição pelo STD vem de um problema de 2013

Quando ainda jogava o Campeonato Brasileiro Série B, a Ponte Preta enfrentou o Joinville e naquela oportunidade as duas torcidas se desentenderam, agressões foram registradas e as imagens analisadas em julgamento pelo Superior Tribunal Desportivo (STD) e essas punições seram cumpridas agora no Nacional deste ano, sendo assim, nessa segunda rodada, além da Ponte, o Joinville que enfrenta o Palmeiras também não receberá os torcedores em Santa Catarina. O Majestoso ainda fica vazio na quarta rodada, quando o alvinegro enfrenta a Chapecoense.

VAVEL Logo