Palmeiras goleia Vasco em São Januário e assume a terceira posição no campeonato
Time confirma boa sequência e volta ao G-4 (Foto: Palmeiras/Divulgação)

O Palmeiras enfrentou o Vasco em São Januário partida que fecharia a 15ª rodada do Campeonato Brasileiro, e voltou a São Paulo com o melhor resultado como visitante até agora. Além de ver o ataque funcionando mais uma vez, o time quebrou um tabu de sete anos sem vencer na casa do time cruzmaltino.

Sabendo da necessidade de pontuar fora, Marcelo Oliveira foi com o time titular para o Rio de Janeiro e pode contar, inclusive, com Dudu, que obteve efeito suspensivo na última semana. Num jogo de domínio total por parte dos visitantes, o Palmeiras entra de vez na briga pela ponta da tabela

Palmeiras marca no começo e decide o jogo no primeiro tempo

O jogo começou e logo aos 3 minutos Leandro Pereira recebeu bom passe e chutou no canto esquerdo do goleiro Martin Silva, que estava sem jogar há algumas rodadas. Felicidade do atacante e infelicidade do goleiro, o Palmeiras abriu o placar e começou a mandar no jogo. O Vasco, sem nenhum controle no meio de campo, via uma partida impecável dos volantes do Palmeiras

Com bom toque de bola, o time paulista explorava todos os lados do campo e alternava as formas de atacar o cruzmaltino. Com boas chances nos primeiros dez minutos, o time ainda perdeu chances claras. Mesmo assim, o time seguiu pressionado. Em jogada na área do Vasco, a bola foi espirrada e sobrou para Dudu, que chutou de primeira por baixo do arqueiro vascaíno. Era o segundo, aos 17 da primeira etapa.

Apático, o Vasco só se defendia como podia de um cirurgico Palmeiras, que seguia com boas jogadas, principalmente com o lateral Egídio, que teve o campo todo de espaço durante quase todo o jogo. Mesmo com o melhor time "no papel", o meio campo do Vasco era muito lento e não ajudou muito na marcação. Aos 34, ainda na primeira etapa, o Palmeiras cruzou uma bola na área e contou com saída errada de Martin Silva até a bola sobrar para Victor Ramos. Era o terceiro.

Com o resultado praticamente feito na primeira etapa, o lance que chamou a atenção foi o gol perdido por Herrera. O atacante recebeu livre depois de bola espirrada pela zaga palmeirense, e segui no lance mesmo com o suposto impedimento. O árbitro entendeu que o lance era legal e o argentino entrou na área, driblou Fernando Prass e, quando tinha a meta toda para chutar, arrematou no travessão, em um lance inacreditável.

Dois times vão às redes em segundo tempo mais equilibrado

O vasCom o placar negativo, Celso Roth voltou a campo com três alterações feitas, na tentativa de pelo menos evitar um vexame maior. O segundo tempo foi mais equilibrado, com um gol para cada um dos times. Logo aos 9 minutos, Robinho girou bem e cruzou para Leandro Pereira marcar o quarto gol do Palmeiras e o segundo dele na partida. O Vasco mesmo assim foi pra cima.

Com um jogo mais equilibrado, com um Palmeiras seguro e um Vasco apressado, a partida teve boas chances. O time da casa marcou seu gol de honra aos 23 do segunto tempo, em bola lançada na área para Riascos. O atacante tocou na saída de Prass e fez o único gol vascaíno na partida. Era a chance de amenizar a goleada.

Mesmo mais animado, o Vasco errava muito pelos lados, e cedia muito espaço ao lateral Egídio, que teve espaço de sobra pelos lados, podendo até avançar pelo meio. O jogador quase marcou um gol de placa, arrancando de trás da primeira linha de marcação. Quando foi finalizar, a zaga travou o chute e cedeu escanteio, evitando o que seria um belo gol.

Sem outras chances perigosas, apenas uma boa defesa de Prass no chute de Herrera, a partida não teve mais gols. Mesmo assim, o treinador Marcelo Oliveira testou Lucas Barrios mais uma vez, e o atacante quase deixou o dele, mas estava impedido. Com o resultado, o Palmeiras voltou ao G-4, em terceiro lugar, e espera o Atlético-PR no Allianz Parque no próximo domingo. O Vasco, em situação delicada, vai à Itaquera enfrentar o Corinthians na quarta-feira.

VAVEL Logo