Damião decide, Cruzeiro vence São Paulo e segue sonhando com G-4
Foto: Rubens Chiri/Divulgação

O Cruzeiro conseguiu uma importante vitória nesta tarde (8) para seguir com o sonho de disputar a Libertadores do ano que vem. No Mineirão, pela 34ª rodada do Brasileirão, a equipe conseguiu quebrar o tabu de 11 anos sem vencer o São Paulo dentro de casa pela competição, e, de virada, fez 2 a 1 nos paulistas. Luís Fabiano fez o primeiro da partida, enquanto Willian e Leandro Damião, que entrou na segunda etapa, fizeram a festa da torcida cruzeirense.

Com a vitória, o time de Mano Menezes mantém vivo o sonho de terminar o campeonato no G-4. A equipe mineira, após conquistar os três pontos de hoje, manteve-se na 10ª colocação, mas agora com 48 pontos, só seis a menos do que o Santos, primeio time do G-4. Já o Tricolor também continuou na mesma posição. A equipe é a 5ª no campeonato e está a um ponto do time da Baixada.

Para se aproximar ainda mais dos primeiros colocados, o Cruzeiro entrará em campo no próximo domingo (15). O time celeste enfrentará o Sport, outro concorrente direto, às 17h, no Mineirão. O São Paulo, em sua caça ao Santos, voltará a atuar somente no dia 19. No Morumbi, a equipe de Doriva terá a difícil missão de vencer o Atlético-MG, que, mesmo que com poucas chances, segue sonhando com o título do Brasileirão.

Denis se destaca, Tricolor sai na frente, mas Raposa empata na sequência

O primeiro tempo da partida foi bom, principalmente por conta do Cruzeiro. Jogando em casa, a equipe celeste partiu para cima do São Paulo e teve grandes chances para abrir o placar, mas, na maioria delas, parou no goleiro Denis, que parecia viver uma tarde inspirada no Mineirão.

A primeira chegada mais perigosa da raposa foi com Willians. Aos 12 minutos, o volante recebeu pela direita, cortou para o meio e bateu colocado, obrigando Denis a se esticar todo para fazer uma grande defesa e mandar a bola para fora. Após o escanteio, a sobra ficou com Bruno Rodrigo, que bateu forte e viu o goleiro tricolor fazer mais uma grande intervenção.

O momento mais impressionante, porém, ocorreu aos 19 minutos. Gabriel Xavier bateu cruzado para Denis defender mais uma vez. No rebote, Willian chutou forte e o substituto de Rogério Ceni conseguiu levantar e dar um salto para fazer um verdadeiro milagre. Após bater na ponta de seus dedos, a bola ainda explodiu no travessão.

Mesmo com toda a pressão cruzeirense, quem abriu o placar foi o São Paulo. Pato cobrou escanteio na medida para Luís Fabiano, no dia de seu aniversário de 35 anos, abrir o placar. A alegria tricolor, entretanto, durou pouco. Apenas dois minutos depois do gol, aos 32, Willian bateu de fora da área e empatou. A bola foi no cantinho e, dessa vez, Denis não pôde fazer nada.

Após isso, o Cruzeiro quase virou o jogo com De Arrascaeta. O meia bateu de perna esquerda e a bola passou tirando tinta da trave. Alguns minutos depois, Denis voltou a aparecer, mas dessa vez de uma maneira diferente. Aos 40 minutos, o destaque da primeira etapa se apresentou para uma cobrança de falta, porém não pegou na bola como gostaria e mandou na barreira.

Damião sai do banco e garante vitória cruzeirense

O segundo tempo não foi tão movimentado quanto o primeiro. O São Paulo voltou aparentemente mais bem postado em campo e o Cruzeiro parecia mostrar certo cansaço. Nos primeiros minutos, o Tricolor manteve mais a posse de bola, mesmo que sem objetividade, enquanto o time celeste tentava sair em velocidade nos contra-ataques.

Os mandantes assustaram primeiro. Aos nove minutos, Arrascaeta mandou a bola para a área e o volante Henrique cabeceou para fora. No lance seguinte, Michel Bastos cruzou, a bola quicou na frente de Alexandre Pato e o atacante tricolor mandou por cima do gol.

Aos 21 minutos, Pato teve mais uma chance de colocar o São Paulo a frente no placar. O camisa 11 recebeu boa bola de Paulo Henrique Ganso e bateu de primeira, mas mandou à esquerda do gol defendido por Fábio.

Vendo o adversário melhor na partida, Mano Menezes colocou Leandro Damião em campo, e a substituição deu muito certo para o Cruzeiro. Aos 35 minutos, após belo passe de Cabral, o camisa 9 cruzeirense aproveitou o espaço na zaga são-paulina e bateu no canto, com força, sem chances para mais um possível milagre de Denis, e decretou a vitória da Raposa.

VAVEL Logo