Grêmio reprova proposta milionária da China pelo atacante Luan
(Foto: Lucas Uebel/Grêmio)

Com vaga garantida na Libertadores de 2016, o Grêmio busca reforços para a disputá-la, mas também, quer manter seus principais jogadores. Uma das estrelas do clube é o atacante Luan, que foi alvo de uma proposta de US$ 17 milhões do futebol chinês. Após a vitória sobre o Atlético-MG no domingo (29), o presidente Romildo Bolzan afirmou que Luan é um dos jogadores que o Grêmio não deseja negociar: "Não existem jogadores inegociáveis, mas, nós não temos pretensão alguma de fazer esta venda. Ele ainda tem muito a crescer, se desenvolver e se valorizar".

O clube chinês que apresentou interesse na contratação do atacante Luan foi o Guangzhou R&F, rival do Guangzhou Evergrande, time comandado pelo ex-técnico gremista Felipão. O R&F, depois de fugir do rebaixamente na Superliga, pretende investir fortemente para fazer frente ao rival Evergrande, campeão asiático e chinês nesta temporada, que disputará o Mundial de Clubes em dezembro. A contratação de Luan seria uma das vitórias deste projeto. 

Desde a Libertadores de 2014, quando passou a ter destaque no time principal gremista, Luan é objeto de especulações sobre uma possível saída. A disputa pelo jovem atacante pode se intensificar ainda mais, com a boa campanha no Campeonato Brasileiro deste ano. Sobre o interesse dos asiáticos, Luan se pronunciou: "Não estou sabendo disso. Minha cabeça está no Grêmio".

A sondagem do clube chinês - cerca de R$ 66,3 milhões - está bem longe do imaginado pelo Grêmio. O clube pretende vender Luan por pelo menos R$ 100 milhões: "Esse valor não interessa ao Grêmio, como disse o presidente. Trabalhamos com um patamar acima", destacou Jair Peixoto, empresário do jovem atacante. De acordo Peixoto, a ideia é uma transferência à Europa: "Nós trabalhamos a ida dele para a Europa. Não posso descartar outros mercados, mas teria que ser muito vantajoso para o clube e o jogador".

VAVEL Logo