Guia VAVEL do Campeonato Pernambucano 2016
Foto: VAVEL Brasil

Neste domingo (31) começa o hexagonal do título do Campeonato Pernambucano. Após o fim do primeiro turno, aonde América e Central conseguiram as vagas para segunda e decisiva fase da competição, Náutico, Salgueiro, Santa Cruz e Sport entram na disputa do campeonato visando não apenas o título, mas também preparar o time para o restante da temporada. O Sport é o time que abre o campeonato, contra o Salgueiro, no estádio Cornélio de Barros no Sertão pernambucano às 16:00 horas (Horário de Pernambuco).

Mas a principal partida da rodada fica por conta do clássico entre Náutico e Santa Cruz, na Arena Pernambuco, partida que estava marcada inicialmente para o dia 31 mas que teve que ser transferida para o dia 1 de fevereiro, por causa das prévias carnavalescas no Recife. Mesmo restando apenas uma semana para o jogo, a diretoria do Náutico tenta adiantar a partida para o dia 30, visando ter um público maior no estádio e garantir uma renda extra para o clube.

A atual edição da competição conta com 12 equipes, aonde oito times disputam o primeiro turno divididos em dois grupos e passaram para o hexagonal final os líderes de cada chave. Os seis piores disputam o hexagonal do rebaixamento, em jogos de ida e volta, aonde os dois último colocados caem para a Série A2. Após o fim da primeira fase nesta quarta-feira (27), Central e América conseguiram as suas classificações. O clube centralino bateu o Porto por 3 a 1 de virada e o periquito garantiu a vaga após um empate sem gols contra a equipe do Pesqueira. Além de poder lutar pelo título, as equipes que avançarem garantem uma vaga na Série D do campeonato brasileiro.

Os líderes das chaves se juntam aos três times que disputam a Copa do Nordeste (Salgueiro, Santa Cruz e Sport) e mais o Náutico, que mesmo não disputando o torneio regional, não atua na primeira parte da competição porquê joga até novembro a Série B do campeonato brasileiro e não tem tempo hábil de preparar o time para os jogos que começam logo no início Janeiro. Os seis times jogam entre si em partidas de ida e volta, aonde os quatro melhores passam para a fase mata-mata, os vencedores vão para a final e os perdedores vão para a disputa do terceiro lugar. Além disso, os três primeiros colocados garantem vaga na Copa do Nordeste do próximo ano.

O atual campeão é o Santa Cruz, que vem mais do que nunca forte para a disputa, já que garantiu o acesso para a primeira divisão no ano passado. O time do técnico Marcelo Martelotte manteve a base da equipe vice campeã da Série B e realizou contratações pontuais, como a do atacante Walysson, ex Botago e Cruzeiro. Os tricolores contarão também com a grande estrela do time, o atacante Grafite, além de jogadores consagrados com a camisa coral, como o goleiro Thiago Cardoso e o lateral Renatinho, que vêm para a disputa do quinto estadual na carreira. O Santa é o campeão da década em Pernambuco, tendo conquistado quatro títulos nos últimos cinco anos, além disso, o clube coral conta com a força da sua torcida, que promete mais uma vez lotar o Estádio do Arruda, no Recife.

A edição deste ano contará com times tradicionais de Pernambuco. Além do trio de ferro da capital, América e Central lutarão pelo título. O Mequinha é dono de seis títulos estaduais, mas não levanta o caneco desde 1944. Já o Central nunca conquistou o campeonato, mas mesmo assim foi campeão brasileiro da série B em 1986 e sempre figura entre os destaques do interior. Outro que vem forte é o Salgueiro, que está Série C nacional e sempre dá trabalho para os times grandes do estado.

Mas os grandes favoritos são mesmo os times da capital. Por causa da disparidade na receita financeira em relação aos clubes do interior, Náutico, Santa Cruz e Sport largam na frente dos demais times e têm tudo pra manter a hegemonia da capital no Campeonato Pernambucano deste ano. E o Sport larga na frente dos demais adversários, por causa do poder financeiro o clube leonino pôde trazer reforços de peso, como o chileno Mark Gonzáles. Já o Santa Cruz manteve a base que terminou a última Série B e qualificou o elenco com o atacante Arthur, ex londrina e o lateral Lucas Ramon, ex grêmio.

Dos três times do trio de ferro, o Náutico é o que deverá ter mais problemas e dificuldades para conquistar o título. Com pouco dinheiro em caixa, o clube alvirrubro possui dívidas com os jogadores e encontra problemas para trazer reforços para a disputa do estadual. Mas mesmo assim, o timbu manteve a base da equipe que disputou a última Série B e trouxe alguns reforços, como o meia Renan Oliveira, ex Avaí e o também meio campo Esquerdinha, que atuou na última Série A pelo Coritiba. Além dos reforços, o clube manteve o técnico Gilmar DalPozzo e contratou o gerente de futebol Alexandre Faria, o que pode deixar o torcedor alvirrubro mais otimista para esse início de temporada. 

VAVEL Logo