Sport goleia Central com tranquilidade e assume liderança do Pernambucano
Foto: Divulgação/Sport

Ainda não foi a apresentação que o torcedor rubro-negro deseja para esta temporada, mas o Sport voltou a vencer após três jogos. Diante do Central, na tarde/noite deste sábado (12), na Ilha do Retiro, em confronto válido pela sétima rodada do hexagonal do título do Campeonato Pernambucano, os leoninos souberam aproveitar bem a fragilidade técnica do adversário para sair de campo com uma vitória tranquila por 4 a 0. Gabriel Xavier, Luiz Antônio, Lenis e Vinícius Araújo foram os responsáveis pelos gols do Leão. 

Com o resultado desta tarde, o Sport assume pela primeira vez na temporada a liderança do hexagonal do título do Campeonato Pernambucano, com 13 pontos. No entanto, os rubro-negros podem ser ultrapassados por Salgueiro e Náutico, que ainda vão jogar nesta rodada e estão também com 13 pontos, mas perdem nos critérios de desempate. Já o Central praticamente perdeu as chances de ir ao mata-mata e segue afundado na lanterna da competição, com um ponto.

A oitava rodada do hexagonal do título do Campeonato Pernambucano será realizada apenas no próximo final de semana. O Sport vai entrar em campo no sábado (19), às 18h30, para fazer um duelo com o América-PE, no estádio do Arruda, em Recife, Pernambuco. Já o Central duela no domingo (20) com o Salgueiro, às 16h00, no estádio Cornélio de Barros, em Salgueiro, no sertão do estado de Pernambuco.

Gabriel Xavier marca logo no início e garante vantagem do Leão

O Sport começou como já era esperado, ditando o ritmo do jogo e teve a primeira grande oportunidade logo no minuto inicial, quando Renê avançou pela esquerda e cruzou. A defesa falhou feio e Luiz Antônio pegou a sobra para chutar forte, com perigo, para fora. O Central, contudo, não demorou muito para assustar. Giso fez a jogada pela direita e Durval falhou de maneira bizarra. Lourival pegou livre na marca do pênalti e bate em cima de Danilo Fernandes, que desviou. A bola ia para o gol, mas Henríquez salvou em cima da linha.

Apesar do susto, o Leão dominava o embate com certa tranquilidade, pois a patativa deixava muitos espaços no sistema defensivo e era pouco efetivo no setor de ataque. Desta maneira, falta mais tranquilidade para os rubro-negros abrirem o placar. Isso não falou aos 16 minutos. Samuel Xavier trabalhou pela direita e tentou acionar Lenis, mas a defesa cortou mal e Gabriel Xavier recebeu livre na entrada da área para mandar para o fundo das redes e a torcida festejar.

O confronto não era de grandes oportunidades de gols, mas o Leão era quem tinha mais volume até então, porém, não encontrava boas possibilidades para finalizar com perigo. Uma boa chance surgiu aos 27 minutos, com Gabriel Xavier, que entrou na área com a bola dominada, limpou a marcação e bateu colocar. Contudo, foi impedido de comemorar por conta do zagueiro Márcio Paraíba, responsável por desviar para escanteio.

Os donos da casa tiveram a possibilidade de aumentar a vantagem aos 30 minutos. Lenis foi deslocado para esquerda e resolveu aparecer pela primeira vez na partida. Ele colocou velocidade, deixou a marcação para trás e cruzou rasteiro para Túlio de Melo chegar chutando de primeira e mandar para fora. Desta maneira, o embate terminou no 1 a 0 favorável aos donos da casa.

Sport melhora desempenho ofensivo e volta a vencer após três rodadas

Para o segundo tempo, o técnico Paulo Roberto Falcão resolveu uma alteração no escrete da Praça da Bandeira. Ele tirou o atacante Túlio de Melo para promover a entrada de Vinícius Araújo. Já o técnico Flávio Barros preferiu manter o mesmo time do primeiro tempo. Com a bola rolando, a Patativa ficou bem perto de empatar o jogo, pois Araújo encontrou espaço na entrada da área e bateu com qualidade, mas Danilo Fernandes conseguiu fazer grande defesa.

O Central voltou para o segundo tempo com uma pouco mais de ofensividade e uma melhor pontaria, mas a defesa caruaruense não estava nada bem. Aos seis minutos, Márcio Paraíba falhou na saída de jogo, Gabriel Xavier pegou a bola, passou pela marcação e rolou para Luiz Antônio mandar para fundo das redes. Não demorou muito para o Leão chegar ao terceiro tento. Apenas três minutos depois, Lenis avançou pela direita, tabelou com Vinícius Araújo, entrou na área e garantiu a festa da torcida leonina.

Com a superioridade leonina, o quarto gol surgiu ainda aos 12 minutos, mas o bandeira marcou impedimento de maneira errada, pois no momento da finalização de Vinícius Araújo o lateral-direito Gustavo Henrique dava condições. Insatisfeito com o rendimento, o técnico Flávio Barros fez duas alterações, tirando o zagueiro Everton e o atacante Lourival para colocar Jonatas e Índio. Mas foi o Leão quem chegou bem de novo, desta vez com Luiz Antônio em cobrança de falta, porém, Juninho conseguiu evitar o tento com grande defesa.

O Sport mostrava bastante tranquilidade, enquanto o alvinegro caruaruense não demonstrava qualidade para reagir. Sendo assim, o quarto gol surgiu aos 27 minutos. Lenis fez grande jogada pela esquerda, tocou para Luiz Antônio, que tabelou com Serginho e serviu Vinícius Araújo. O atacante entrou na área, passou pelo goleiro e mandou para o fundo das redes. Depois disso, o técnico Falcão tirou o lateral-direito Samuel Xavier e promoveu o retorno de Maicon da Silva, que estava fora de combate por conta de uma lesão no ombro.

A equipe da casa não estava satisfeita com o placar largo e tentou o quinto gol. Aos 38 minutos isso quase aconteceu. Luiz Antônio recebeu na área, tocou de letra e Lenis chegou chutando, com muito perigo. Depois disso, os leoninos não chegaram mais com perigo e o confronto foi encerrado no 4 a 0 para o Leão da Praça da Bandeira.

VAVEL Logo