Festa de encerramento do Brasileirão 2016 fecha temporada brasileira no futebol
Foto: Marcello Neves/VAVEL Brasil

Fim de futebol em 2016. Em evento no Rio de Janeiro, a CBF organizou a festa de encerramento do Campeonato Brasileiro 2016 e oficialmente deu por encerrado a trajetória pelos gramados por todo país do futebol. Em festa que teve homenagens à Chapecoense, contou também com a consagração do Palmeiras, tanto com mais festividades por ser campeão, como também na consagração na eleição dos melhores do torneio, formando a base da equipe.

A festa também contou com a premiação de Fair Play, o gol mais bonito, treinador e jogador revelação e contou com a presença de jogadores, ex-atletas, além de cartolas e gente importante no mundo dos esportes.

Seleção do Brasileirão 2016

Jornalistas, capitães e treinadores de todo o Brasil elegeram os melhores jogadores da Série A em 2016. O campeão Palmeiras foi quem mais cedeu jogadores, sendo cinco, além do melhor treinador e do craque da competição.

Jaílson: Entrou na fogueira após lesão de Fernando Prass e encerrou o torneio invicto. De veteranos desconhecido para talismã da equipe.

Jean: Polivalente na equipe palmeirense, foi um dos artilheiros da equipe campeã em 2016.

Mina: Poucos jogos, mas o colombiano mostrou enorme segurança, dominou o setor e ganhou o coração do palmeirense e uma vaga na seleção.

Geromel: Temporada de Seleção Brasileira e título da Copa do Brasil selada com vaga na seleção do Campeonato Brasileiro.

Jorge: O garoto foi sólido, desafogo e esperança para o futuro flamenguista.

Tchê Tchê: O desconhecido foi volante, meia, lateral... em todo setor do campo, o jogador foi muito bem. Um dos melhores do campeonato.

Moisés: O motor palmeirense carimbou sua vaga justamente. Mais um alviverde e que também foi um dos melhores do torneio.

Diego: Foram poucos jogos, mas o meia esbanjou categoria, liderança e comandou o Flamengo na boa campanha em 2016.

Dudu: Mais recuado para o meio-campo, ele liderou o Palmeiras, comandou o ataque e, mesmo muito jovem, se mostrou experiente como capitão da equipe.

Robinho: Veterano, mas a categoria e técnica não se perde nunca. Destaque na irregular campanha do Galo.

Gabriel Jesus: A grande sensação do futebol brasileiro em 2016 levou o prêmio de melhor atacante e também de melhor jogador.

Técnico: Cuca: O treinador campeão montou um time sólido, seguro e sabedor daquilo que tinha de fazer. Mesmo com elenco recheado de bons jogadores, trabalhou de forma inteligente cada rival.

Trio de artilheiros

Entra ano, sai ano e a lista de artilheiros do Campeonato Brasileiro 2016 tem um nome carimbado. Fred, que mudou do Fluminense para o Atlético-MG durante o começo do Brasileirão, variou entre titular e reserva e fechou entre os líderes da artilharia.

Ao seu lado, um outro veterano. Diego Souza foi fundamental novamente para o Sport se manter na Série A e esbanjou categoria, já conhecida em sua carreira.

Quem surpreendeu foi Willian Pottker. Na Ponte Preta, muitas vezes vindo do banco, o garoto que começou o ano na Linense, terminou como artilheiro do Brasileirão. Deve ser mais olhado para 2017.

Jesus abençoado

Ele foi a estrela no futebol nacional. Convocado para a Seleção principal, fundamental na conquista do ouro inédito na Olimpíada do Rio de Janeiro, carismático e já vendido por uma cifra milionária, Gabriel Jesus foi a benção em 2016.

De promessa à realidade em pouco tempo, Jesus se tornou o principal atacante dentro do Brasil e merecidamente conquistou o prêmio de melhor jogador do Campeonato Brasileiro 2016.

Santos e mais uma revelação

Se tem time que revela no Brasil, esse é o Santos. E mais uma vez, o time da Vila Belmiro mostrou para o mundo um novo garoto. Vitor Bueno, meia-atacante, foi a revelação do Brasileirão, após uma temporada de gols, atuações importantes e protagonismo no Peixe. É mais um a ser melhor observado para 2017.

Revelação solitária

De onde menos se esperava, saiu o melhor técnico revelação. O Botafogo novamente caminhava para uma briga alucinante contra o rebaixamento. Mas Ricardo Gomes preferiu o mais estável São paulo, deixando a bucha para Jair Ventura, filho do ídolo botafoguense Jairzinho.

O jovem venceu uma, duas, mais uma, outra, outra e... vaga na Libertadores! Com um elenco muito limitado, contratações e investimento baixo, mas um torneio sensacional, terminada com a justa vaga na Libertadores 2017.

Arbitragem e jogo limpo premiados

De São Paulo, Raphael Claus, Marcelo van Gasse e Rogério Zannardo foram os eleitos como melhor trio de árbitros do Brasileirão 2016.

Já o Flamengo levou o troféu Fair Play de jogo limpo do Brasileirão 2016.

Homenagens emocionantes

Como vem acontecendo na última semana, a Chapecoense recebeu mais algumas belas homenagens após a tragédia que vitimou 71 pessoas que estava à bordo do avião que iria para Medellin, na primeira partida da Sul-Americana 2016.

O momento de maior emoção foi quando Dona Ilaídes, mãe do goleiro Danilo, foi chamada ao palco para receber o prêmio de Craque da Galera. A mãe que emocionou o mundo nas homenagens, novamente arrancou fortes suspiros quando disse precisar dos abraços fortes de todos para se manter em pé.

Os apresentadores do evento fizeram o mesmo gesto que ela fez com o repórter Guido Nunes. Um abraço. Um gesto que pode parecer, simples, banal, mas que mostrou um peso, uma carga emocional e sentimental inexplicável. Danilo, a Chape, os jornalistas, as vítimas. Todos estavam representados naquele espaço.

O fim do Brasileirão pode acabar com o calendário do futebol, mas ainda há muito nesses mais de 20 dias de 2016. E a VAVEL Brasil trará as emoções e todas as informações como sempre faz em seu site.

VAVEL Logo