Scarpa não vê favoritismo do Flu contra Vasco e se diz bem fisicamente para clássico
Foto: Divulgação / Fluminense FC

Antes de começar o treino desta quarta-feira (24), no CT Pedro Antônio, com foco no clássico contra o Vasco, no próximo sábado (27), às 16h, em São Januário, pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro, Gustavo Scarpa concedeu uma entrevista coletiva. O meia ficou três meses longe dos gramados após fissura no pé direito, na semifinal da Taça Guanabara.

Na partida contra o Santos, o atleta entrou aos 39 minutos do segundo tempo, contra o Grêmio, Abel colocou o camisa 10 aos 41 do segundo tempo. Já no jogo contra o Atlético-MG, Gustavo Scarpa começou de titular e foi substituído aos 20 do segundo tempo.

"Estou muito bem fisicamente, disse pro Abel que aguentava os 90 minutos contra o Atlético-MG. Espero recuperar a parte técnica agora. Já consegui me recuperar bem na questão tática no último jogo, o que o Abel pediu eu fiz. Vou me sentir bem quando as coisas acontecerem naturalmente. Sem ficar nervoso para desempenhar o papel tático. É um processo que demora pelo tempo parado, mas estou me readaptando o mais rapidamente possível. Espero que no sábado já esteja 100%", afirmou.

Sem conseguir atuar muito tempo com Sornoza, Scarpa lamentou a lesão do companheiro. "Momento delicado para o Sornoza, vinha fazendo grandes jogos. O fato de ser de outro país, de ter se adaptado rápido, nos deixa mais triste. Mas acontece e estamos aqui para apoiá-lo. Vamos tentar não sentir a falta dele", declarou.

O camisa 10 de Laranjeiras não escondeu a frustração de não poder jogar ao lado de Sornoza: "esse tempo que fiquei fora foi bom para analisar os jogos com mais clareza, talvez. Acompanhei o jogo do Sornoza e pensava como seria meu posicionamento. Criei uma expectativa pelo grande futebol que ele mostrou. Mas quem entrar vai dar conta do recado e terá o nosso apoio".

Os vídeos e as brincadeiras com os companheiros são constantes nas redes sociais de Scarpa. O jogador afirmou estar a vontade com todo o grupo. "Esse ano acho que é o grupo que estou me sentindo mais a vontade. Galera muito do bem, unido. Mesmo quando a gente perde não tem intriga. Tem conversa mais alta, o que faz parte. O grupo é bom, jovem, com vontade de fazer um belo ano. Brasileiro é longo, não podemos nos empolgar. Os pontos do primeiro jogo são os mesmos do último. Temos que seguir focados".

Sobre o clássico de sábado, contra o Vasco, em São Januário, Scarpa espera uma grande partida: "nunca joguei clássico em São Januário, nem na base. Tem tudo para ser um grande jogo, o Vasco está se acertando. O Vasco é mandante, tem São Januário e é um direito deles. Seria ruim se fosse mando do Flu e não pudêssemos usar o Maracanã. Com o Vasco como mandante não vejo problema".

Por fim, Scarpa elogiou Abel Braga: "não tenho muito para falar do Abel sobre o passado porque não o conhecia. É a primeira vez que trabalho com ele. A idade deixa as pessoas mais sentimentais, mas as broncas não pararam. Está nos ajudando muito, é um cara experiente, com vários títulos e estamos treinando muito".

VAVEL Logo