Abel Braga x Renato Portaluppi: duelo de líderes e vanguardas na Copa do Brasil
(Foto: Divulgação/Grêmio)

Duelo entre cariocas e gaúchos. Nascido no Rio de Janeiro, Abel Braga comanda o Fluminense. De Guaporé, Rio Grande do Sul, Renato Portaluppi é o responsável do Grêmio. Na quarta-feira (17), às 21h45, na Arena, os dois treinadores se enfrentam pelas oitavas da Copa do Brasil e protagonizam um duelo de vanguardas distintas. Dois estilos diferentes entre personagens icônicos, mas com uma semelhança: ambos representam o renascimento de suas equipes. E quem irá levar melhor desta vez?

De um lado, o calculista Abel retorna com a missão de resgatar a confiança de um Fluminense debilitado e fazer um elenco sem estrelas e recheado de jovens atletas ser competitivo. Do outro, o excêntrico Renato é o herói que tirou o Grêmio da fila de 15 anos sem títulos com a conquista da Copa do Brasil. Dentro de campo, são exemplos para seus comandados; fora dele, motivo de expectativa dos torcedores.

Abel tem 64 anos, sendo 32 como treinador. Renato, 54, comandando equipes há 17. No confronto direto entre eles, vitória para o gaúcho. De 2003 até aqui, foram oito jogos disputados com quatro triunfos, dois empates e apenas duas vitórias para Abelão. Se pegarmos apenas confrontos entre Fluminense e Grêmio, nova vitória para Portaluppi - um jogo, uma vitória.

"Começamos o Brasileiro em um momento mental difícil. Não foram só as duas últimas semanas e sim uma invencibilidade negativa de 10 jogos do Brasileirão passado. Tentei mexer com o mental, psicológico, motivação na preleção. Era uma situação difícil, mas valeu muito. Estamos contentes. Não somos o patinho feio do Brasileiro", declarou Abel após a vitória por 3 a 2 contra o Santos, na estreia pelo Campeonato Brasileiro.

(Foto: Divulgação/Fluminense)
(Foto: Divulgação/Fluminense)

Abel Braga aposta na jovialidade de seus jogadores. Seu 4-1-4-1 característico por momentos se transforma em um 4-3-3 com Wellington e Richarlison caindo pelas pontas. Sem Scarpa, o papel de criação recai sobre Sornoza. Intensidade e velocidade. Já Renato conta com um elenco mais cascudo, preparado para disputa da Libertadores. Luan é o principal nome, mas, sem Douglas, deixa de ter a cara do toque de bola de Roger Machado e ganha a de Renato Portaluppi: compactação e precisão.

"Não foi fácil. Conseguimos os três pontos jogando muito bem durante os 90 minutos. Gostei bastante da equipe, dei os parabéns. Poderíamos ter vencido por um escore maior. O mais importante foram as duas coisas: ganhamos e jogamos bem. Tem que curtir mesmo essa vitória", disse Renato Portaluppi após a vitória por 2 a 0 contra o Botafogo, em sua estreia no Campeonato Brasileiro.

(Foto: Divulgação/Grêmio)
(Foto: Divulgação/Grêmio)

Todos os duelos entre Abel e Renato:

BRASILEIRÃO 2003 - PONTE PRETA 3 X 0 FLUMINENSE

No primeiro confronto entre os técnicos, a Ponte Preta de Abel Braga goleou o Fluminense de Renato Portaluppi por 3 a 0, no Moisés Lucarelli, pelo Campeonato Brasileiro 2003. O placar foi construído por Ronildo, Fabrício Carvalho e Jean Carlos. A Ponte Preta quebrou um tabu de seis jogos sem vencer o Flu no Brasileirão.

BRASILEIRÃO 2003 - FLUMINENSE 2 X 2 PONTE PRETA

No returno, Fluminense e Ponte Preta empataram pelo placar de 2 a 2, no Maracanã, também pelo Campeonato Brasileiro 2003. Fizeram os gols da partida Junior Cesar e Marcelo Macedo, pelo Tricolor, e Lucas e Gigena, pela Ponte.

BRASILEIRÃO 2005 - FLUMINENSE 3 X 2 VASCO

Sem o Maracanã, a equipe do Fluminense - agora comandada por Abel Braga - foi até o Raulino de Oliveira para vencer o Vasco de Renato Portaluppi pelo placar de 3 a 2, pelo Campeonato Brasileiro 2005. Os gols da partida foram de Tuta, Mílton do Ó e Beto, para o Fluminense, e de Romário e Diego, para o Vasco.

BRASILEIRÃO 2005 - VASCO 2 X 0 FLUMINENSE

Foi a vez de Renato Portaluppi conseguir sua primeira vitória. O Vasco venceu o Fluminense por 2 a 0, em São Januário, pelo Campeonato Brasileiro 2005. Os gols foram marcados por Romário (2). O Fluminense ainda teve Arouca expulso de campo, o que gerou bastante reclamação de Abel Braga na época.

BRASILEIRÃO 2006 - INTERNACIONAL 1 X 2 VASCO

Ainda com Renato Portaluppi no comando, o Vasco venceu o Internacional por 2 a 1, no Beira-Rio, pelo Campeonato Brasileiro 2006. Fizeram os gols: Iarley, pelo Internacional, e Jorge Luís e Morais, do Vasco. Vale lembrar que Abel Braga seria campeão mundial com o Colorado no final daquele ano.

BRASILEIRÃO 2006 - VASCO 1 X 1 INTERNACIONAL

No returno, Vasco e Internacional empataram com placar de 1 a 1, em São Januário, pelo Campeonato Brasileiro 2006. Abedi (Vasco) e Adriano Gabiru (Internacional) fizeram os gols.

BRASILEIRÃO 2007 - INTERNACIONAL 1 X 4 FLUMINENSE

Campeão da Copa do Brasil pelo Fluminense, Renato Portaluppi foi até o Rio Grande do Sul para golear o Internacional por 4 a 1, no Beira-Rio, pelo Campeonato Brasileiro 2007. Construíram o placar: Mineiro, pelo Internacional, e Thiago Silva, Alex Dias e Thiago Neves (2), pelo Fluminense.

BRASILEIRÃO 2013 - GRÊMIO 2 X 0 FLUMINENSE

No último confronto entre os treinadores, o Grêmio de Renato Portaluppi venceu o Fluminense de Abel Braga pelo placar de 2 a 0, na Arena do Grêmio, pelo Campeonato Brasileiro 2013. Os gols foram de Kleber e Riveros.

VAVEL Logo