Cuca lamenta revés e dita atitude para sequência: "Temos de colocar o trem no trilho"
Foto: César Greco/Agência Palmeiras/Divulgação

O Palmeiras visitou o Santos na Vila Belmiro na noite dessa quarta-feira (14). A partida era válida pela sétima rodada do Campeonato Brasileiro. O alviverde sofreu o quarto revés do campeonato em sete rodadas. Com gol de Kayke, o Verdão foi derrotado pelo placar mínimo no Clássico da Saudade.

Em entrevista coletiva, o técnico Cuca disse: "Vou analisar o jogo no contexto geral. O primeiro tempo mais estudado, mais contido, poucas oportunidades, três ou quatro, o Santos também teve três ou quatro. No segundo o Santos fez um gol cedo, na minha visão uma jogada irregular, que acaba desestabilizando por um momento. O Santos ficou melhor por dez, 12 minutos depois do gol. Aí tomamos conta do jogo, criamos muitas oportunidades, muitas, não lembro de eu ter vindo na Vila com nenhum time e ter tido tantas chances de gol. A maioria delas certas, mas o Vanderlei estava em uma noite inspiradíssima, é um grande goleiro, assim como o Fernando (Prass), acabou sendo decisivo", falou.

"Tem jogos como hoje em que perdemos um ponto, se tivéssemos empatado, mas um ponto que você perca ele não é tão importante quanto um jogo tão bom que fez de não se entregar, não aceitar a derrota, de buscar o empate a todo custo sem desorganizar. Vendo com a derrota, agora é moda falar, mas o desempenho foi muito bom, acima do que um time precisa para conseguir um empate. Infelizmente não veio", acrescentou Cuca.

O treinador ainda prosseguiu: "Não adianta agora responder em cima das outras derrotas que tivemos, com time reserva em tal lugar... o importante para mim foi o desempenho de hoje. É lamentar o resultado, mas já jogamos pior que isso e empatamos aqui. Bem pior. Hoje era jogo para ter vencido. Não ocorreu, saimos contentes com o desempenho, temos de manter para dar uma arrancada".

Cuca comentou sobre a atual fase no campeonato: "Não é o ideal, mas temos de colocar o trem no trilho e depois embalar. Depois de embalar fica difícil sair do trilho. Acho que estamos conseguindo devagarzinho. Vai ter momentos de paradas em algumas estações, e a gente tem que saber lidar com isso. Quanto menos tempo parar nas estações você tem uma chance boa, mesmo estando a 12 pontos de chegar na frente. É uma distância grande, mas temos de estar bem preparados para dar uma embalada boa".

O Palmeiras volta a entrar em campo às 16 horas do próximo domingo (18), quando encara o Bahia na Arena Fonte Nova, pela oitava rodada do Campeonato Brasileiro da Série A.

VAVEL Logo