Confronto entre torcedores do Corinthians e do Coritiba deixa feridos
Foto: Reprodução/Twitter

Uma nota triste marcou o pré-jogo entre Coritiba e Corinthians, disputado neste domingo (18), no Couto Pereira, pela oitava rodada do Brasileirão. A partida, que terminou empatada por 0 a 0, foi ofuscada pelas cenas de violência nas redondezas do estádio do Coxa.

Uma emboscada armada por torcedores paranaenses provocou ferimentos em sete corintianos. Em destaque para o torcedor Jonathan José Gomes, de 29 anos, que foi covardemente agredido por um grupo da torcida rival. Segundo informado anteriormente pelo delegado da Polícia Civil Clóvis Galvão, Jonathan, antes dado como morto, foi socorrido e está internado no Hospital do Trabalhador, em estado estável e consciente.

O tumulto começou por volta das 8h30, quase duas horas antes do início da partida. Três ônibus que levavam a torcida corintiana foram cercados e atacados por torcedores do Coritiba. Ainda não se sabe se Jonathan estava dentro de uma das caravanas, ou caminhava a pé para o estádio Couto Pereira.

Até o momento, um torcedor do Coritiba, de 24 anos, foi preso em flagrante pela Polícia Militar por tentativa de homicídio. Ele aparece nas imagens analisadas pela Polícia Civil, agredindo o torcedor corintiano.

Outra confusão foi registrada pela Polícia Militar no terminal de ônibus no bairro Pinheirinho. Segundo as autoridades, cerca de 30 torcedores se envolveram na confusão, que foi facilmente contida sem maiores consequências.

Por conta da briga próxima ao estádio Couto Pereira, a delegação do Corinthians se atrasou para a partida. A Polícia Militar retardou a chegada do ônibus do time até que a situação nas alamedas do palco do jogo fosse normalizada. O atraso influenciou no aquecimento da equipe de Fábio Carille, e provocou a ausência do time alvinegro durante a execução do hino nacional brasileiro.  

VAVEL Logo