Sob os olhares de Rueda, Flamengo perde e Jayme admite atuação abaixo do esperado
Foto: Gilvan de Souza / Flamengo

Neste domingo (13), o Flamengo visitou o Atlético-MG no Independência e saiu derrotado por 2 a 0. Mais do que a derrota, o jogo evidenciou mais uma vez o abatimento do Rubro-Negro e a pouca criatividade no meio de campo, mesmo com as boas peças do elenco. No fim do jogo, em coletiva, Jayme de Almeida comentou a partida.

"Partida sempre muito difícil. O primeiro gol nos prejudicou muito. Mas bobeamos na bola parada. Saiu o gol deles. Demoramos a entender o jogo. Apertamos lá em cima depois, pressionando eles. Sabíamos da velocidade de contra-ataque. Voltamos tentando pressionar, mas tivemos a expulsão do Trauco. Aí nesse intervalo entre botar o Renê e esperar a bola sair, eles aproveitaram" - disse.

Com a péssima atuação, o título fica cada vez mais distante. Perguntado sobre a atual colocação e a disputa pelo título e pelas vagas nas principais competições, Jayme priorizou a disputa pelo G-6.

"Pelos pontos que temos, a briga vai ser para disputar o G-6, pela vaga na Libertadores, até porque a distância está enorme. Acho que entregamos com autoestima um pouco baixa, mas esperamos que o técnico novo aumente a motivação, ele viu o jogo e conhece o Flamengo. Espero que o Flamengo retorne a vencer e possa ter mais confiança" - respondeu.

Diante dos olhos do novo técnico, Reinaldo Rueda, que estava no Independência, o grupo se mostrou apático e pouco produtivo. Jayme comentou sobre o primeiro contato com o colombiano, e a espera pelo visto de trabalho, para que Rueda possa começar a comandar a equipe contra o Botafogo.

"Rueda chegou na hora do almoço. Almoçou e foi descansar. Foi contato simples. Ainda não conversou nada sobre trabalho. Nem acompanhou a preleção" - disse.

"Negociação não tenho como te dizer, se vai conseguir tirar o visto. É mata-mata, outro tipo de jogo, vamos enfrentar equipe muito aguerrida, sai muito bem no contra-ataque. Pecamos nisso, de pegada, mas de estar mais atento para não sofrer o que aconteceu aqui. Falta de atenção tirou nossa possibilidade. Placar foi justo. Atlético teve muito mais vontade do que o Fla" - completou.

Ainda sobrou tempo para que o auxiliar falasse do peso que tem a Copa Sul-Americana e a Copa do Brasil, competições em que o Rubro-Negro segue forte.

"Flamengo tem que disputar todos campeonatos por igual. Os três torneios. Não têm que escolher A, B, C ou D. Esses resultados negativos no Brasileiro tratam de uma queda. Vamos trabalhar com o Rueda. Na Sul-Americana fizemos partida muito boa. Acima do esperado até. Nos dois gols, sentimos e caímos muito. Não deveria, mas abalou" - afirmou.

O Flamengo agora volta suas atenções para a semifinal da Copa do Brasil. O Rubro-Negro vai ao Nilton Santos enfrentar o Botafogo na quarta-feira (16), às 21h45.

VAVEL Logo