Trilhas gremistas: vou torcer pro Grêmio bebendo vinho e o Mundial é o meu caminho
Foto: Richard Ducker / ducker.com.br

O Grêmio teve um ano especial com a reconquista da Copa Libertadores da América. O Tricolor superou os adversários para se sagrar o libertador do continente pela terceira vez, juntando a estrela de 2017 aos anos de 1983 e 1995. A lembrança aqui consiste em recordar letras de músicas entoadas pela torcida gremista e que encaixam perfeitamente ao grande momento vivido pelo clube. Ou seja, é a prova viva, saída das gargantas dos tricolores, de que os objetivos estão sendo cumpridos.

Bebendo Vinho

Bebendo Vinho foi composta pelo músico gaúcho Wander Wildner, um gremista nato e que costuma relembrar do Tricolor em entrevistas e aparições. Wander é o ex-vocalista da conhecida banda punk Replicantes, que fez sucesso no Rio Grande do Sul por suas letras simples ou extravagantes, pelo humor ácido e pela essência do punk rock, sem se atentar ou se prender muito aos caprichos.

A canção Bebendo Vinho aparece no disco Baladas Sangrentas de 1996, o primeiro de Wander Wildner em carreira solo. A Geral do Grêmio surge em 2001, unindo torcedores atrás de uma das goleiras do estádio Olímpico, em um movimento crescente, que muito se assemelha às torcidas, às hinchadas argentinas. Bebendo Vinho ocupa lugar de destaque entre as músicas entoadas pela banda da barra brava do Grêmio.

É uma música de conhecimento da maioria dos gaúchos e que ainda ganhou ao país em versões como a feita pela banda paulista Ira!. A letra ficou na cabeça dos tricolores, que adaptaram ao clube, rememorando conquistas e almejando a volta ao Mundial. Após muitos anos nos concretos do estádio Olímpico, a modernidade da Arena do Grêmio, enfim, pode entoar a plenos pulmões, o Mundial é realmente o caminho gremista em 2017.

Eu sigo bebendo sempre borracho
E o tele-entulho já foi chamado
O descontrole já está formado
Grêmio, eu te dou a vida
Por este campeonato

Vou torcer pro Grêmio bebendo vinho
E o Mundial é o meu caminho
Vou torcer pro Grêmio bebendo vinho
E o Mundial é o meu caminho

Na rádio toca o velho rock 'n' roll
Lembro o Renato
O Homem-Gol
Nada mais apaga essa história
Grêmio Imortal
Rumo à vitória*

*(trecho alterado pelo próprio Wander e por torcedores que não cantam a palavra macaco nas músicas)

Na Azenha tem uma banda louca

Que segue a todo lado! O Grêmio mudou de endereço entre o surgimento dessa música e a imaginada conquista da Copa Libertadores. Ainda em 2011, os tricolores queriam a terceira copa no estádio Olímpico Monumental. A letra dessa canção ainda cutuca, corneteia o Internacional pela derrota em Abu Dhabi diante do Mazembe do Congo, no Mundial de 2010.

Assim, os gremistas tecem as linhas que recordam os dias de domingo e as noites de quarta-feira no bairro da Azenha em Porto Alegre, antigo reduto onde está o estádio Olímpico. A letra foi adaptada por alguns para "na Arena tem uma banda louca". Dessa canção, a imaginação de ganhar a Libertadores deu lugar ao sonho realizado em 2017. Os gremistas mais jovens puderam presenciar mais um momento heroico e histórico do clube. O objetivo agora é não fazer feio nos Emirados Árabes como ocorreu com o cutucado rival...

Na Azenha tem uma banda louca
Que segue a todo lado
Mesmo ganhando ou mesmo perdendo
O Imortal Tricolor

E hoje quer cantar a verdade do que já está claro
Que todos sabem que em Abu Dhabi
A mentira acabou

Ganhar a Libertadores é o que eu imagino
E não importa em que campo jogar
Eu vou estar contigo
Atrás do gol eu sigo cantando e tomando vinho

E o Grêmio é um vício
Que eu não quero deixar
É uma loucura que jamais vou curar
Deixo tudo só pra ir ver tu jogar
E os p**** do Inter
Não param de chorar

Despacito - versão do Grêmio

Um dos hits do ano de 2017, e talvez o maior deles, tamanha a quantidade de vezes executado nas rádios e no spotify pelo mundo. O reggaeton do porto-riquenho Luis Fonsi com a participação do canadense Bieber ganhou as tribunas da Arena do Grêmio. A letra completa pode ser facilmente encontrada. A original apenas previa que o Grêmio fosse ao Japão, mas o Mundial de Clubes ocorre nos Emirados Árabes Unidos em 2017 e em 2018. Nada que impeça o torcedor tricolor de comemorar as vitórias e embalar ao time com a famosa canção.

O ritmo alegre pegou fácil e hoje a maioria dos torcedores sabe a letra. Em lembrança dessa extensa Copa Libertadores 2017, que contou com 48 equipes desde o início e jogos desde o final de janeiro, como não recordar de um narrador chileno citando a música Despacito para avaliar o toque de bola devagar das equipes no jogo entre Deportes Iquique e Zamora, exatamente pelo grupo do Grêmio. Então, aí está Despacito na versão dos gremistas:

Eu, deixo minha vida de lado só pra te ver
Desde que nasci sou tricolor

E, não a distância que possa nos separar
Sempre aonde vá contigo estou

Grêmio, é minha loucura não posso parar
E a cada domingo eu te quero mais
Pelas tuas cores deixo a vida inteira

Ô, vamos vamos Grêmio, vamos a ganhar
Esse ano a volta queremos dar
Para que a Arena volte a ver a festa

Dá-lhe Grêmio, é inexplicável esse sentimento
Estarei contigo em todo momento
E o que nós queremos é ser campeão!

Dá-lhe Grêmio, vamos conquistar de novo o mundo inteiro
Essa é a banda louca da geral do Grêmio
E esse ano nós iremos pro Japão!

Dá-lhe tricolor
E dá-lhe tricolor
E dá-lhe tricolor
Te quero ver campeão

Cowboy Fora da Lei

Música de um dos maiores compositores brasileiros, Raul Seixas. A letra é fácil e pega rápido. Décadas depois de escrita, os versos bem encaixados inspiraram os compositores gremistas a um belo resultado. Destaque ao trecho que lembra que "o Grêmio é grande, ele é multicampeão. Libertadores tá na mão e o Mundial também." Na hora de preparar o avião para Tóquio, novamente a lembrança da mudança de destino, que é nos Emirados Árabes em 2017. Mas com certeza os acompanhantes do Tricolor gaúcho estão triloucos pra subir nessa viagem, que começa com o enfrentamento diante do Pachuca.

Mamãe, eu vou torcer pro Grêmio
Ele é o meu time do peito
E muitas copas nós vamos ganhar (vamos ganhar)
Nós vamos sair nos jornais
Mostrar do que somos capaz
E o lado vermelho que é do azar

Papai, não quero provar nada
O Rio Grande é minha pátria amada
E o Grêmio é o copeiro aqui do sul (aqui do sul)
Ó, amargo, foi tão cedo
Levou 10 no teu começo
E até no teu hino tem azul

E o Grêmio é grande e ele é multicampeão
Libertadores tá na mão
E o Mundial também
Prepara o boeing que a Geral já tá aí
Tamo tri louco pra subir
Subir pra Tóquio outra vez

VAVEL Logo