Sem Renan Oliveira, América-MG segue se preparando para encarar o Tombense

Atividade leve na manhã desta terça-feira deu sequência ao trabalho de encaixe do Coelho para duelo da próxima rodada; João Ricardo e Renan Oliveira não participaram

Sem Renan Oliveira, América-MG segue se preparando para encarar o Tombense
Foto: Mourão Panda/América-MG

Vida que segue para o América. Agora, o foco é o duelo da noite dessa sexta (23), diante do Tombense, em Tombos, às 20h30, pela oitava rodada do Campeonato Mineiro 2018. Seguindo a preparação, na manhã desta terça-feira (20), mais treinamento no CT Lanna Drumond. O goleiro João Ricardo, ainda em tratamento, e Renan Oliveira, apontando uma tendinite no adutor da coxa direita, não participaram do treino.

Inicialmente, o treinador Enderson Moreira e seus comandados, assistiram a vídeos, tanto do adversário quanto da própria equipe, visando a correção dos erros cometidos contra o Atlético-MG. Em seguida, atividade física, na academia e no campo. Depois da parte física, foi a vez da bola rolar, com os jogadores divididos em três grupos, realizando uma troca de passes rápidos. Para quem não atuou no domingo, teve treino tático. Reduzido, mas teve.

Sobre o fato de não ter vencido nenhum adversário de Série A nesta temporada - foram dois clássicos e duas derrotas, o zagueiro Messias apontou que o Coelho fez boas partidas, levando a pior nos detalhes. "Contra o Cruzeiro pecamos mais, mas contra o Atlético-MG fizemos um bom jogo. Saímos derrotados por detalhes. Os 3 a 0 não demonstraram o que foi o jogo, que foi decidido nos detalhes. No Brasileirão e no resto da temporada, vamos procurar melhorar esses detalhes para buscar mais vitórias", afirmou.

Ainda abordando o assunto, Giovanni, lateral-esquerdo, apontou uma falta de agressividade - no bom sentido, lamentando a frustração das expectativas. "Nós estamos procurando melhorar. A expectativa é muito grande e, infelizmente, nos dois clássicos deixamos a desejar. Temos que ter um pouco mais de agressividade para causar mais problemas para as outras equipes. Esse tem sido nosso maior problema nas partidas, temos que agredir um pouco mais as outras equipes", frisou.

Sobre o duelo perante o Tombense, Giovanni ressaltou que é preciso personalidade, mesmo fora de casa, em detrimento ao que ocorreu na derrota para o Atlético. "Eles estão bem no Mineiro. É uma equipe bem organizada e que se impõe dentro de casa. Eles vão querer se aproveitar dessa nossa derrota. Então, precisamos ter personalidade e atitude para fazer um grande jogo em Tombos", disse o lateral.