Apesar de empate na Colômbia, Fábio Carille exalta elenco do Corinthians: "Saímos satisfeitos"

Nesta quarta-feira (28) o Corinthians visitou o Millonarios da Colômbia, mas não saiu do zero no Estádio El Campín, em Bogotá. Com mais de 25 mil torcedores apoiando o rival e 2.600 metros de altitude, o Timão encontrou muitas dificuldades para escapar da forte marcação pressão dos colombianos. Apesar do empate, o treinador exaltou o ponto fora de casa.

"O que nós programamos era buscar a vitória. Mas por tudo que aconteceu no primeiro tempo, saímos satisfeitos. Comemoramos bastante esse ponto aqui"​, afirmou.

Na primeira etapa o Corinthians não conseguiu demonstrar a superioridade vista no clássico do final de semana passado e teve dificuldades para se desvencilhar da marcação pressão da equipe colombiana. Com Jadson apagado, os poucos lances de criatividade saíram dos pés de Matheus Vital - que fez sua estreia na competição sul-americana e Clayson pela esquerda.

"O Millonarios fez um primeiro tempo pressionando, conseguindo roubar a bola no nosso campo. Tivemos um volume maior e tivemos dificuldade"​, admitiu o treinador do Timão. 

Apesar de não ter mudado a equipe na volta do intervalo, o time de Fábio Carille mostrou muito mais competência e conseguiu envolver o Millos. O comandante Alvinegro queria maior posse de bola e isso aconteceu.

"Nós conseguimos ajustar posicionamento no segundo tempo e ficar mais com a bola. A equipe tem muita qualidade técnica, uma hora vai achar uma bola para ter chance de gol. Foi um jogo bastante corrido, minha ideia era controlar ainda mais o jogo por conta da altitude, mas foi corrido e o Corinthians conseguiu suportar bem"​, disse.

Perguntado sobre a solidez defensiva, Fábio, fez questão de dizer que não são apenas méritos dele.

"O sistema defensivo do Corinthians já funciona há um bom tempo, desde 2008/09 com Mano Menezes, depois com Tite ajustando e eu mantendo. Um sistema que sabe sofrer, suportar a pressão"​, destacou o treinador.

Fábio Carille promoveu três substituições para buscar o primeiro gol. Sacou Clayson e colocou Junior Dutra. Matheus Vital deu vaga a Emerson Sheik. E Lucca que entrou nos minutos finais no lugar de Romero. 

"Mateus Vital foi muito bem dentro do que a gente esperava, segurando a bola, sustentando, aguentando trombada. Ele conseguiu jogar. E o Sheik já sabemos o que pode dar", comentou.

O Timão volta a campo no próximo domingo (04) diante o rival Santos, na Villa Belmiro. 

VAVEL Logo