Debaixo de chuva, Santa Cruz empata com Flamengo de Arcoverde e segue mal no Pernambucano
(Foto: Rodrigo Baltar/Santa Cruz)
Live LoaderVAVEL Live SmallLive Match

Apesar de serem o centro das atenções, Tricolores e Rubro-negros tiveram que dividir o protagonismo com um fator que foi determinante para a configuração do jogo de hoje: o gramado. O "tapete" do estádio municipal Áureo Bradley vem sofrendo críticas dos times da capital desde o início da competição e, se com condições climáticas normais o cenário para se praticar futebol é complicado, as fortes chuvas que atingiram o sertão pernambucano nesta quinta-feira (01) agravaram a situação.

Santa Cruz e Flamengo de Arcoverde rapidamente entenderam que seria muito difícil chegar ao gol trocando passes. As poças de água do gramado encharcado prendiam a bola e impediam que o jogo se desenvolvesse normalmente. A estratégia adotada por ambas as equipes no primeiro tempo foram os chutes de fora da área e os cruzamentos em linha de fundo. E foi assim que a equipe do Arruda começou a ameaçar a meta rubro-negra. 

Logo aos 13 minutos, em bola lançada para Fabinho Alves, o atacante chutou forte no canto para a boa defesa do goleiro Alex. O mapa da mina parecia mesmo estar nos chutes de longe. Após a defesa flamenguista afastar um lateral cobrado em sua área, a bola sobrou para João Ananias que encheu o pé e meteu a bola no ângulo direito do arqueiro rubro-negro, que fez uma defesa espetacular.

O Santa estava com maior volume de jogo e o gol se mostrava maduro.  E ele veio numa bola parada. Após Jeorge fazer falta na entrada da área e receber cartão amarelo, Héricles cobrou com muita categoria,de perna esquerda, no ângulo e abriu o marcador para a equipe coral.

O Flamengo chegou com perigo aos 42 minutos com Marlon. Após bom lançamento do meio de campo, atacante dominou e bateu cruzado passando muito perto da trave. O desconto tricolor veio três minutos depois. Após um bate rebate em cobrança de escanteio, Fabinho Alves chuta mas bola é cortada pela defesa.

Sem mais emoções, e ainda com o campo alagado, o árbitro Nielson Nogueira Dias encerrou o primeiro tempo.

O Flamengo de Arcoverde voltou para a segunda etapa determinado a empatar o jogo. Já no primeiro minuto, em cobrança de escanteio de Marlon, Aruá dominou e chutou forte, quase a queima roupa, obrigando o goleiro Ricardo a fazer uma boa defesa.

A dupla Marlon e Aruá apareceu de novo, mas dessa vez com efetividade. Aos 13, Marlon iniciou uma boa jogada pela linha de fundo e deu um passe pra trás para a finalização de Anderson Felipe. O goleiro tricolor defendeu a bola mas sobrou para Aruá que fez uma tabelinha com Jeorge e deixou tudo igual em Arcoverde.

No 18° minuto do segundo tempo o técnico Júnior Rocha tirou o meio campista Daniel Sobralense e colocou Jeremias, buscando maior ofensividade no time. A outra mudança veio aos 25 com a saída do atacante Robinho para a entrada do meia Geovani.

O Flamengo teve a oportunidade de virar o jogo. Após cruzamento fechado de Jeorge, aos 36, a bola quica na frente de Ricardo que dá rebote para Marlon, com o goleiro coral rendido, chutar na rede pelo lado de fora.

O Santa tentava chegar com bolas levantadas na área mas sem levar grandes perigos para a meta do arqueiro flamenguista. O jogo ficou morno até a árbitro apontar o centro do campo e encerrar a partida.

O empate não foi bom para nenhuma das equipes. Os Tricolores têm apenas nove pontos conquistados e guardam a sétima colocação no campeonato. Apesar de está na zona de classificação para o mata-mata, o time coral ainda corre riscos. Já a equipe de Arcoverde segue sem vencer na competição e amarga a penúltima posição com apenas cinco pontos, empatado com o Belo Jardim.

O Santa Cruz volta a campo já neste domingo (04) para confronto diante do Belo Jardim, às 16h, no estádio do Arruda. A equipe do Flamengo joga no mesmo dia e horário, mas contra o América, também dentro de casa.

 

 

 

VAVEL Logo