Após entrave de Rony em negociação por Bruno Silva, Cruzeiro opta por pagar Botafogo
Foto: Bruno Haddad/Cruzeiro

Apesar de já ter o volante Bruno Silva integrado ao seu elenco, o Cruzeiro ainda resolve pendências quanto à aquisição do jogador junto ao Botafogo. Nesta sexta (9), a Raposa decidiu efetuar o pagamento que restava ao clube alvinegro - 1 milhão de reais - pelo fato de o atacante Rony, atualmente no Albirex Niigata (JAP), não ter entrado nas negociações entre as diretorias celeste e alvinegra. 

"Estamos praticamente acertados com esse pagamento, não sei de que forma está sendo feito. Mas, foi acertado que será o pagamento mesmo e não mandar atletas nossos. O financeiro está estudando a melhor forma de pagar ao Botafogo", colocou Marcelo Djian, diretor de futebol da Raposa, à VAVEL Brasil. O clube carioca, por sua vez, afirmou que ainda estuda a situação. 

O Cruzeiro já pagou 4 milhões de reais ao Botafogo pela compra de Bruno Silva e mais 1 milhão à Ponte Preta, que deu anuência no contrato por ser, na época, dona majoritária dos direitos do volante. No entanto, na negociação, a Raposa envolveu parte dos direitos de Rony, que passaria a compor o elenco do clube alvinegro.

O atacante chegou a ser anunciado pelo Botafogo, mas não ficou no time carioca. Isso porque o Albirex Niigata, equipe na qual estava, afirmou que o jogador tinha deixado o Japão antes da hora e notificou o Cruzeiro quanto ao retorno do atacante ou o pagamento de uma multa de 10 milhões de dólares. Como não pagaria tal valor, a Raposa não retrucou pela volta de Rony a terras japonesas.

Com isso, pela lacuna na negociação e impossibilidade de usar o atacante, o Cruzeiro teria que pagar um valor de 1 milhão de reais ao Botafogo ou então ceder um jogador ao Fogão. A escolha, portanto, ficou com a compensação financeira.

VAVEL Logo