Nos pênaltis, Atlético-PR bate Ceará e avança à quarta fase da Copa do Brasil
Santos pegou um pênalti e foi um dos herois da classificação (Foto: Miguel Locatelli / Site Oficial CAP)

Nesta quinta-feira(15), no Castelão, o Atlético-PR eliminou o Ceará e avançou à próxima fase da Copa do Brasil. O jogo foi bastante movimentado e terminou 1 a 1, com gol de Guilherme para o Furacão, e Felipe Azevedo para o Vozão. Como o primeiro confronto também terminou empatado, a decisão foi para os pênaltis.

A partida começou com as duas equipes adotando posturas semelhantes às do primeiro confronto. O rubro-negro trabalhava mais a bola, enquanto o time da casa se fechava para buscar sair em velocidade com seus pontas velozes. 

Logo aos 15 minutos, após boa jogada que se iniciou com Paulo André no campo defensivo, Ribamar teve excelente oportunidade, mas chutou em cima do goleiro Éverson. No rebote, Carleto cruzou para Guilherme, que acertou belo chute e abriu o placar para o Atlético.

Após o gol, o Furacão recuou e formou um desenho tático com cinco defensores, quatro meias e somente Ribamar à frente. As tentativas de sair em contra-ataque não foram eficazes, e o Vovô cresceu no jogo com a bola nos pés.

Aos 32 minutos, Wanderson sentiu e deu lugar a Zé Ivaldo. Um minuto depois, o time da casa chegou ao gol de empate; Pio cruzou bola para Arthur Cabral, que subiu mais alto que Pavez e escorou para Felipe Azevedo estufar as redes. 

Logo no início da segunda etapa, Jonathan sentiu dores na coxa e foi substituído por Camacho. Como Fernando Diniz não tinha opções para a lateral-direita, deslocou Raphael Veiga, que também saiu por desconforto. O Ceará produziu mais, enquanto o Furacão se defendia e tentava buscar alternativas, mas não criou chances de perigo. No último lance da partida, Carleto cobrou falta forte, no rebote Lucho González perdeu oportunidade clara. Decisão para os pênaltis.

Nas penalidades, terminou 6 a 5 para o time visitante. Após quatro cobranças pra cada lado e uma errada de Felipe Azevedo, Carleto teve oportunidade de fechar a classificação, mas bateu mal e manteve o Ceará vivo na disputa. Nas batidas seguintes, Richardson e Ribamar fizeram. Na vez de Wescley, o jogador bateu fraco e Santos defendeu. Pavez cobrou o último pênalti e calou o Castelão. 

Com a classificação, Atlético-PR faturou 1,8 milhão pela participação garantida na quarta fase. O próximo confronto pela Copa do Brasil pode acontecer nos dias 3, 4 e 5 de abril. Os possíveis adversários são: Inter, Avaí, Goiás, Ponte, São Paulo, Vitória, Galo, Ferroviário e Náutico.

VAVEL Logo