Extremos da classificação: líder da primeira fase do Mineiro, Cruzeiro abre quartas contra Patrocinense
Foto: Cristiane Mattos/Light Press

Extremos da classificação: líder da primeira fase do Mineiro, Cruzeiro abre quartas contra Patrocinense

Duelo único na tarde deste sábado (17), às 16h, no Mineirão, vai definir o primeiro semifinalista do Estadual de 2018

isabelly-morais
Isabelly Morais
Cruzeiro Fábio; Ezequiel (Lucas Romero), Dedé (Digão), Murilo e Egídio; Henrique, Ariel Cabral; Robinho, Thiago Neves e Rafinha; Rafael Sobis (Raniel).
PatrocinenseNeguete; Ângelo, Diego Borges, Juninho e Matheus Mendes (Magal); Mário César, Bruno Moreno, Leomir e Diogo Peixoto; Gênesis e Jefersom Berger.
ÁRBITRORonei Cândido Alves apita o jogo, auxiliado por Pablo Almeida Costa e Douglas Almeida Costa.
INCIDENCIASJogo válido pelas quartas de final do Campeonato Mineiro, a ser disputado no Mineirão, às 16h do dia 17 de março.

Dono da melhor da campanha da primeira fase do Campeonato Mineiro de 2018, o Cruzeiro terá a chance de garantir a primeira vaga na semifinal do torneio. A Raposa vai abrir as quartas de final do torneio neste sábado (17), contra o Patrocinense, às 16h, no Mineirão. O duelo tem caráter único, em que avança quem vencer - um eventual empate levará a decisão para os pênaltis.

Como terminou a primeira fase do Estadual na primeira colocação, o Cruzeiro ganhou vantagem de fazer todas as decisões às quais em seus domínios. Com 29 pontos somados em 33 disputados, a Raposa terminou a etapa anterior com nove vitórias e dois empates em 11 jogos, sendo a única equipe que não perdeu no Mineiro ainda.

O Patrocinense, por sua vez, foi a última equipe a garantir classificação para as quartas do final ao terminar na oitava posição, com 13 pontos. Na 11ª rodada, disputada no domingo passado (11), o time de Patrocínio arrancou um empate em 1 a 1 em casa justamente com o Cruzeiro, o que deu a classificação para a Águia Grená já que, na nona posição, a Caldense também ficou com 13.

Cruzeiro tem baixas na linha defensiva, e Mano faz mistério

Duas equipes garantiram os empates do Cruzeiro nas 11 rodadas do Mineiro, a Caldense e o Patrocinense. O time de Patrocínio pode se apegar a isso, mas demanda cautela porque esses resultados da Raposa foram todos longe de BH. No Mineirão, o clube celeste ainda não perdeu em 2018, com seis vitórias em seis jogos. Ainda, dos 20 gols marcados pela equipe no Estadual, 14 (70%) foram em casa.

O técnico Mano Menezes fez mistério quanto à formação que mandará a campo. O Cruzeiro não contará com o zagueiro Leo, suspenso por dois jogos por um lance protagonizado junto a Ricardo Oliveira, do Atlético-MG, em clássico realizado no dia 4 de março. Mano tem, portanto, Murilo, Digão e Dedé para formar sua dupla de defensores, já que Manoel se recupera de uma tendinite no tornozelo direito.

Para a lateral direita, com Edílson acusando incômodos no joelho direito, Mano pode entrar com Ezequiel ou improvisar o volante Lucas Romero. No ataque, Rafael Sóbis e Raniel brigam por uma vaga com a ausência do titular Fred. A Raposa quase ficou sem poder contar com o meia Arrascaeta, que vai viajar depois do jogo para servir a Seleção Uruguaia em amistosos na China.

"Dedé está pronto. Digão está pronto. Murilo está pronto. Ezequiel vai ser relacionado. São as boas notícias da semana. Jogadores começam a voltar. Como o Ezequiel, que fez os 90 minutos, contra o Patrocinense, e até nos surpreendeu. É isso que a gente quer para tomar a decisão. Escalação, uma hora antes do jogo", disse Mano.

O Cruzeiro pode ir campo com Fábio; Ezequiel (Lucas Romero), Dedé (Digão), Murilo e Egídio; Henrique, Ariel Cabral; Robinho, Thiago Neves e Rafinha; Rafael Sobis (Raniel).

Patrocinense usa motivação por classificação no fim

Obviamente, pela campanha e pelo elenco, o Cruzeiro é o grande favorito para o jogo da tarde deste sábado. No entanto, em um duelo único tudo pode acontecer, e a Patrocinense vai tentar surpreender a Raposa em pleno Mineirão. O time celeste que duelou com a Águia Grená no último domingo era alternativo e, por isso, o papo agora é completamente outro.

A classificação do Patrocinense para as quartas já foi um motivo e tanto a ser comemorado pelos torcedores da equipe de Patrocínio. Na própria equipe, o técnico Wellington Fajardo falou sobre o avanço. "Os jogadores compraram a ideia do esquema tático, jogadores inteligentes, rodados. Estão de parabéns", apontou o comandante.

"Além deles terem consigo livrar o CAP do rebaixamento, conseguiram o feito de ter um calendário do CAP o ano inteiro no ano que vem. Estamos no G-8 do Mineiro desse ano, na elite e na Série D do Brasileiro do ano que vem. A cidade tem que se orgulhar, não foi uma coisa que caiu do céu. Os jogadores trabalharam bem e o sentimento é dever estar cumprido", completou o técnico.

O atacante Ademir, com um edema na coxa esquerda, não viajou para Belo Horizonte e deve ser substituído por Gênesis, autor do gol de empate do Patrocinense contra o Cruzeiro no último domingo. O lateral-esquerdo Matheus Mendes enfrenta uma lesão na coxa e é um dúvida, podendo ser substituído por Magal. Danilo Tarracha segue lesionado e de fora.

Neste sábado, o Patrocinense deve ir a campo com Neguete; Ângelo, Diego Borges, Juninho e Matheus Mendes (Magal); Mário César, Bruno Moreno, Leomir e Diogo Peixoto; Gênesis e Jefersom Berger.

VAVEL Logo

Cruzeiro Esporte Clube Notícias

há 12 dias
há 16 dias
há 21 dias
há 24 dias
há 24 dias
há um mês
há um mês
há um mês
há um mês
há um mês
há um mês