Mano Menezes destaca equilíbrio em final contra Atlético e quer "história diferente" em 2018
Treinador concedeu entrevista coletiva na manhã desta sexta-feira, 30, na Toca da Raposa II (Foto: Gustavo Souza/VAVEL Brasil)

Dono do melhor ataque do Mineiro, da melhor defesa e invicto na competição. Essas informações mostram a superioridade do Cruzeiro frente aos adversários no Estadual, o que naturalmente colocaria a Raposa em uma condição de favoritismo contra qualquer equipe. Porém, para o técnico Mano Menezes, essa lógica não se aplica ao clássico contra o Atlético, que será disputado neste domingo (1º), às 16h, no Estádio Independência, pela partida de ida da final do torneio.

"Nós chegamos [na final] no ano passado, não ganhamos e estamos aqui, no mesmo ponto, para escrever um final com uma história diferente. E isso vai depender muita da nossa competência. Já ouvi muito sobre o nosso favoritismo, perguntaram muito, e o que estabelece isso é o que foi feito até aqui. Porém, nós sabemos que o que vai decidir o título não é isso, e sim o que vamos construir nestes 180 minutos”, destacou Mano.

Segundo o treinador celeste, diferentemente do primeiro clássico disputado neste ano – válido pela nona rodada do Mineiro-, Cruzeiro e Atlético chegam à final em um momento de maior equilíbrio.

“É natural que nosso adversário tenha crescido na reta final, porque não ia continuar da forma que iniciou a competição, onde se estabeleceu 13 pontos de diferença. E essa não é a diferença entre as duas equipes em relação a qualificação técnica. Hoje, nós já temos uma realidade mais próxima do que é a qualidade das duas equipes. Devido a esse equilíbrio, trabalhamos em treinos fechados situações estratégicas, que podem decidir um jogo tão parelho como esse”, afirmou durante entrevista coletiva na manhã desta sexta-feira (30).

Por ter feito a melhor campanha da primeira fase, a Raposa joga por dois empates ou uma vitória e uma derrota pelo mesmo saldo para voltar a ser campeã mineira - título que não levanta desde 2014 e que seria inédito para Mano Menezes.

VAVEL Logo