Marcelo aponta foco total como receita do Botafogo para tentar conquistar título carioca
Foto: Vitor Silva/SS Press/Botafogo

Marcelo chegou ao Botafogo para a disputa da taça rio e a fase final do Campeonato Carioca. Sua estréia foi contra a Cabofriense, e, após a lesão de João Paulo, o volante ganhou a titularidade e está prestes a disputar a final do Estadual no próximo domingo (8) às 16h.

E a missão não é tão simples. O Glorioso terá de vencer por dois gols de diferença para ser campeão sem a necessidade de decisão por cobraças de pênalti diante do Vasco. E Marcelo revelou que a semana será de muito trabalho e ajustes visando a recuperação do alvinegro.

"Temos uma semana muito boa para trabalhar, para corrigirmos os erros. Sofremos o gol no finalzinho do jogo, mas como é um clássico teremos que nos comportar muito bem, como tem que ser. Acho que nenhum dos dois são favoritos. O Vasco jogará hoje pela Libertadores, alguns estarão desgastados, mas se trata de uma decisão. Temos que entrar em campo focados e já provamos que somos capazes de reverter esse tipo de resultado. Foi assim contra o Vasco e o Flamengo", afirmou.

Marcelo também pediu foco ao time para evitar deslizes como o que originou o gol da virada do Vasco no último minuto de jogo. Um gol da equipe de São Januário certamente dificultará a missão do time de General Severiano: "O foco tem que ser total durante os 90 minutos. Tomamos um gol muito besta no finalzinho e temos que entrar em campo para vencer", disse. 

Marcelo, ou Marcelo Santos como é chamado nas transmissões comentou sobre a ausência de Lindoso no próximo domingo (8). O capitão alvinegro está suspenso e será substituído por Matheus Fernandes ou Gustavo Bochecha, pratas de casa, cada um com seu estilo:

"Perdemos um dos nossos capitães, um grande jogador. Agora vai depender do professor e quem entrar vai dar conta. O Bochecha é de muita qualidade e o Matheus mais de pegada como eu. Qualquer um dos dois dará conta do recado", bradou.

Com a ausência de sua dupla, ao qual garante ter um bom entrosamento e capitão, o volante que chegou recentemente ao grupo, falou de um outro líder importante no grupo. Joel Carli: "O Carli é um dos líderes da equipe, uma excelente pessoa, ainda mais para os jovens. É uma pessoa de grupo e que exerce uma liderança muito forte aqui no Botafogo", falou.

Mais notado pelas características de marcação, fazer o gol do título não seria uma má ideia: "Ficaria muito feliz. Mas independentemente de quem fizer o gol o importante é que possamos sair com o título. Estou adaptado e feliz por voltar ao futebol brasileiro.", finalizou.

 

VAVEL Logo