Após 21 dias de treinamentos, Inter enfrenta Vitória pela Copa do Brasil

Passada a 'intertemporada' colorada, os comandados de Odair Hellmann voltam a campo às 19h30 desta quarta-feira (11)

Após 21 dias de treinamentos, Inter enfrenta Vitória pela Copa do Brasil
(Foto: Divulgação / Internacional)
Internacional
Vitória
Internacional: Marcelo Lomba; Fabiano, Rodrigo Moledo, Victor Cuesta e Iago; Rodrigo Dourado; Edenílson, Patrick, D’alessandro e Rossi; Roger. Técnico: Odair Hellmann.
Vitória: Fernando MIguel; Lucas, Kanu, Walisson Maia, Pedro Botelho; Zé Welison Uillian Correa; Yago, Rhayner, Denílson; Jonatas Belusso. Técnico: Vagner Mancini
ÁRBITRO: Flávio Rodrigues de Sousa apita auxiliado por Alex Ang Ribeiro e Miguel Cataneo Ribeiro da Costa (Trio paulista)
INCIDENCIAS: Partida válida pelo jogo sde ida da 4ª fase da Copa do Brasil 2018, com início às 19h30, no estádio Beira Rio, Porto Alegre-RS.

Depois d um período sem partidas oficiais, o Internacional volta a encontrar-se com o seu torceodr. Desta vez, no estádio Beira Rio, o Colorado recebe o Vitória, a partir das 19h30 desta quarta-feira (11), pelo confronto de ida da quarta fase da Copa do Brasil.

Para o duelo, Odair Hellmann ainda não deve contar com Leandro Damião e William Pottker, ambos estão em processo de recuperação, mas já trabalham com bola depois de ficarem afastados dos campos.  

O Internacional não joga um partida oficial desde o dia 21 de março. Na ocasião, venceu o Grêmio por 2 a 0, no estádio Beira Rio. Placar que não foi suficiente para manter-se na disputa do Campeonato Gaúcho. Desde então, o clube rubro segue uma rotina de treinamentos. A equipe está fazendo uma intertemporada (pré-temporada ao longo dentro do calendário de jogos).

Diferente do Inter, os baianos seguiram até a final do Campeonato Baiano. Mas assim como o Colorado, o leão vem de duas derrotas e a perda do título para o seu maior rival, Bahia. O Vitória conta com um reforço e cinco baixas que vão fazer o técnico Vagner Mancini ‘queimar os neurônios’ para armar a equipe. 

Tempo para arrumar a casa

Sem jogar desde o último dia 21, Odair Hellmann e seus comandados tiveram um longo prazo para corrigir as falhas vistas ao longo do Gauchão. Por mais que o trabalho do novo treinador seja um dos melhores nos últimos anos, a equipe vermelha e branca ainda não trabalha em total sintonia e algumas peças ganham e perdem a titularidade com facilidade.

Neste período de ‘folga’ das competições, o Inter fez dois jogos-treinos. Diante do Caxias, empatou sem gols. Contra o São José, mais um empate, mas destra vez 1 a 1. Por mais que não obteve vitória nos jogos-treinos, deu para ver um Inter diferente nos trabalhos. Uma equipe mais consistente defensivamente, trabalhando com a bola no chão, criando suas jogadas pelo meio de campo. A técnica de alçar bolas na área era uma alternativa nestes testes e não uma regra, como foi nesses últimos anos.

Outra novidade neste período foi Departamento Médico, que está vazio. Mesmo que Damião e Pottker ainda não estejam à disposição, os atacantes já trabalham com o grupo. O lateral-direito Dudu está na mesma condição da dupla de ataque. Uendel, que início da temporada lesionou-se e perdeu a vaga para Iago, atuou nos jogos treinos e está a disposição. Além destes, Danilo Fernandes também já está liberado pelo DM, mas é pouco provável que seja ao menos relacionado para a parida.

No penúltimo treinamento antes da partida, Odair dividiu o trabalho em duas partes. Primeiro, o treinador comandou um exercício de posicionamento e movimentação, sem bola. Após, o técnico  orientou uma atividade tática, visando a partida diante do Vitória. As novidades foram Rossi, na vaga de William Pottker e Roger, no lugar de Leandro Damião. Além de Fabiano, que saiu lesionado no último Gre-Nal, está de volta.

 A equipe do considerada titular que trabalhou no último treinamento tinha como formatação tática o 4-1-4-1 e foi a campo com: Marcelo Lomba; Fabiano, Rodrigo Moledo, Victor Cuesta e Iago; Rodrigo Dourado; Edenílson, Patrick, D’alessandro e Rossi; Roger.

Vitória tenta se recuperar de vice-campeonato baiano

Com o término do Campeonato Baiano, alguns jogadores voltam a pintar na equipe do Vitória. Nomes como os dos zagueiros Kanu e Ramon, dos meias Rhayner e Yago e do atacante Denílson apareceram na lista dos convocados para enfrentar o Inter. Lembrando que estes atletas, estavam suspensos devido ao incidente no clássico da fase classificatórias contra o Bahia.

Apesar da boa notícia dos reforços que voltam de suspensão, o Departamento Médico conta com jogadores do rubro negro. Luan, Filipe Soutto e Neílton seguem no DM e nem viajam para Porto Alegre.  Assim como André Lima e Bryan que já foram liberados pelos médicos mas seguem fazendo trabalho de readaptação.

A lista de convocados conta com os goleiros: Fernando Miguel e Caíque; os laterais: Juninho, Pedro Botelho e Lucas; os zagueiros: Ramon, Kanu e Walisson Maia; os volantes: Ze Welison, Willian Farias, Rodrigo Andrade, Lucas Marques e Uillian Correia; os meias: Baumjohann, Guilherme, Nickson, Yago e Rhayner e os atacantes: Denílson e Jonatas Belusso.