Roberto Fernandes critica sonolência do Náutico após derrota para Ponte

Em 26 minutos, Timbu sofreu três gols e saiu derrotado no primeiro duelo com a Ponte Preta, pela Copa do Brasil

Roberto Fernandes critica sonolência do Náutico após derrota para Ponte
Foto: Youtube/Náutico

Surpreendido pela blitz pontepretana nos primeiros minutos de jogo, o Náutico volta para Recife com uma dura derrota, no primeiro confronto com a Ponte Preta, pela Copa do Brasil. A Macaca venceu o Timbu por 3 a 0 e leva uma boa vantagem para o jogo da volta, no Recife.

Sereno, Roberto Fernandes comentou sobre o “apagão” alvirrubro e detalhou os erros cometidos pela sua equipe, logo no começo do jogo.

“Tínhamos observado a Ponte Preta e das equipes que enfrentamos era a de maior intensidade. Um time jovem, rápido e que joga em direção ao gol. Precisaríamos não errar nos primeiros 20 minutos, mas abusamos de errar. O primeiro gol foi uma bola cortada de cabeça para o meio da área, com o centroavante sozinho. No terceiro, os nossos dois zagueiros trombaram e deixaram o atacante sozinho. Foi um primeiro tempo em que nada deu certo”, destacou o comandante do Náutico.

Tentando amenizar a situação na etapa complementar, a equipe alvirrubra via a situação piorar, com a expulsão de Jobson, aos três minutos do segundo tempo. "Com 3 a 0 o resultado da partida fica complicado, mas tínhamos que pensar no mata-mata. E falei para eles no vestiário que tínhamos ainda mais três tempos. Não poderíamos sofrer o quarto gol e tínhamos que tentar diminuir. Mas a expulsão dificultou tudo. Pelo menos não sofremos mais gols", disse.

Já pensando no jogo da volta, Roberto Fernandes quer utilizar as armas do adversário para conseguir reverter a atual situação, mas não acredita que a Ponte cometerá os mesmos vacilos que a sua equipe.

"A situação é muito difícil. A dificuldade é enorme. Mas o confronto está aberto. O primeiro passo para reverter isso e inverter tudo o que aconteceu nos primeiros 25 minutos. Não que eu ache que a Ponte Preta vai entrar com o sono que a gente entrou, mas se nós entrarmos com a atitude dele, será o primeiro passo para tentar a classificação", encerrou Fernandes.

A partida de volta da Copa do Brasil contra a Ponte acontece na próxima quarta-feira (18), às 21h45, na Arena Pernambuco. Antes, no domingo (15), estreia na Série C diante do arquirrival Santa Cruz, também em casa, às 19h.