Jair Ventura comemora triunfo do Santos e exalta coletivo: "Foi uma vitória do grupo"
Foto: (Ivan Storti/Divulgação Santos)

Jair Ventura comemora triunfo do Santos e exalta coletivo: "Foi uma vitória do grupo"

Ao ser questionado sobre a entrada de Copete após quase dois meses fora, treinador elogiou empenho do atleta e dedicação do elenco

flazaro14
Fábio Lázaro

O Santos deixou a sua classificação para as quartas de final da Copa Libertadores bem encaminhada após vencer o Estudiantes por 2 a 0 na Vila Belmiro nesta terça. O time ainda não garantiu a promoção matematicamente, mas fica apenas a um ponto do feito. Pela quarta rodada do Grupo 6, o Peixe bateu os pincharratas com gols de Gabriel e Lucas Veríssimo. 

A principal novidade do time titular foi a entrada de Copete no lugar de Eduardo Sasha, que ficou de fora por contusão. A última partida que o colombiano iniciou como titular foi no dia 4 de março, contra o Corinthians pelo Campeonato Paulista. Em entrevista coletiva, Jair Ventura afirmou que a entrada de Copete é uma vitória para o elenco:

"Copete volta, dá passe decisivo, participa da vitória. É uma conquista do grupo, pois todos têm que estar preparado para aproveitar a sua oportunidade e Copete aproveitou da maneira possível. Ele é um cara do bem, trabalha de mais, realmente não vinha vivendo o seu melhor momento pelo Santos, por isso, foi um momento importante", disse Jair.

Sobre a partida, Ventura disse que há muitas coisas a serem exaltadas além da vitória, mas ele não quis esconder as falhas: "Cruzamos em excesso bolas na área, mas conversamos e ajustamos isso. Atuamos muito por essa área no campo". 

Jogada Aérea 

O segundo gol do Santos foi marcado pelo zagueiro Lucas Veríssimo em uma bola aérea, após falta cruzada por Jean Mota. Entretanto, no último final de semana o Peixe havia perdido para o Bahia no Campeonato Brasileiro sofrendo gol no último minuto de bola parada, justamente em cima do zagueiro. Jair afirmou que normalmente treina bolas aéreas antes do jogo e que fazer e sofrer é natural:

"Véspera de jogo é sempre bola parada e hoje fizemos gol, principalmente dessa cara (Lucas Veríssimo) que tava batendo na trave, perdendo em cima da linha, é um gol importante e espero que isso pode continuar acontecendo".

Jairzinho

A partida marcou uma situação especial para Jair pessoalmente. Foi a primeira vez em que o seu pai, o ex-jogador Jairzinho, esteve acompanhando uma partida in loco. Para Jair, foi interessante o fato do seu pai estar no camarote que ficava praticamente ao lado do banco de reservas:

"É uma situação diferente, pois eu queria ter nascido antes para vê-lo jogar, mas Deus proporcionou o inverso. Lógico, se você não ganha o jogo ia ficar um peso maior, mas eu vou levar isso pro resto da minha vida. Ele vai falar que a vitória foi dele, que ele é pé quente".

VAVEL Logo

Santos FC Notícias

há 4 dias
há 7 dias
há 7 dias
há 8 dias
há 11 dias
há 11 dias
há 15 dias
há 19 dias
há 19 dias
há 20 dias
há 23 dias