Confira as declarações na coletiva de apresentação do VAR na Copa do Brasil 2018
Foto: Divulgação CBF

Confira as declarações na coletiva de apresentação do VAR na Copa do Brasil 2018

Araujo_Luis
Luis Araujo
Live LoaderVAVEL Live SmallLive Match

Agradecemos a quem acompanhou mais uma transmissão da VAVEL Brasil. Tenham todos uma boa tarde, e até a próxima.

As partidas das quartas de final da Copa do Brasil acontecerão nesse meio de semana, e terão cobertura da VAVEL Brasil. Fique ligado.

16:12 Fim da coletiva. Depois, foi esclarecido que o custo do VAR, por partida, será de R$ 50 mil.

16:10 Serapião explica que um árbitro habilidoso, pedirá rapidamente a câmera certa para analisar um lance, mesmo que a partida continue rolando. 

16:07 Serapião volta a ressaltar que todas as câmeras da partida serão utilizadas pelo VAR, e que 95% dos casos serão resolvidos com as câmeras "básicas". Ressalta que o projeto está em estágio inicial, e que seguirá duas diretrizes: não se guiar apenas por uma imagem, sem observar todas as seguintes, e quer a decisão correta, independente do tempo, mesmo querendo uma média de 40 a 50 segundos.

16:00 Corrêa afirma que o VAR está pronto para qualquer competição da CBF, dependendo apenas do "sim" dos clubes.

16:00 Corrêa explica que o protocolo do uso do VAR nas partidas será seguido, independente da quantidade. 

15:56 Corrêa afirma que os clubes que se sentirem prejudicados, poderão solicitar as gravações do VAR e a CBF analisará.

15:53 Sérgio Corrêa afirma que a CBF está preparada para o uso do VAR desde maio de 2016. Foram realizadas 165 atividades de treinamentos teóricas e práticas. Também afirma que a possibilidade de acerto com o VAR, deverá ficar em 98,8%, ao término da Copa do Brasil.

15:51 Segundo a CBF, não é obrigatória ser árbitro-FIFA para participar do VAR. Um exemplo é o paranaense Rafael Traci, que será o árbitro de vídeo de Grêmio x Flamengo.

15:49 80 árbitros foram capacitados, mas a CBF terá que enviar para a International Board os clipes dos treinamentos. No momento, 32 árbitros e assistentes, além dos que participaram da Copa do Mundo, estão disponíveis para trabalharem em jogos com a presença do VAR.

15:48 Serapião informa que será feito e divulgado um resumo do uso do VAR em cada partida.

15:46 CBF disponibilizará entrevistas com supervisores, nos hotéis divulgados pela CBF, amanhã a partir das 18h.

(Foto: Matheus Henrique/ VAVEL Brasil)
(Foto: Matheus Henrique/ VAVEL Brasil)

15:43 Segundo Serapião, o protocolo do VAR foi divulgado pela International Board, e a CBF preparou uma apresentação aos clubes envolvidos para explicar os detalhes do sistema.

15:41 Segundo a CBF, o VAR não será utilizado no Brasileirão 2018.

15:41 Serapião destaca que as comissões técnicas e os jogadores que reclamarem excessivamente antes, durante ou após o uso do VAR, serão punidos disciplinarmente. 

15:38 Uso do VAR será apenas utilizado em situações de gol, pênaltis, cartão vermelho e erro na identidade do jogador.

15:35 Serapião destaca que o tempo será aliado do árbitro, demorando o tempo que for necessário em busca da decisão correta. Todas as conversas entre o árbitro de campo e o VAR serão gravadas.

15:33 Serapião: "A questão do custo será informada pela parte administrativa. Nós vamos usar 14 ou 16 câmeras na Copa do Brasil, dependendo da emissora que for transmitir. Usaremos todas as câmeras disponíveis. Todos os árbitros estão preparados e prontos para o sucesso do VAR na competição".

15:30 Serapião: "Há um protocolo estabelecido pela International Board, que prega um respeito ao telespectador. As câmeras utilizadas serão as da televisão, mas nem todas serão utilizadas para a transmissão da partida. As empresas que transmitem a imagem, não tem a mínima interferência no manuseio das imagens, pois isso será de uso exclusivo da CBF".

15:27 Agora será a vez de Sérgio Corrêa e Manoel Serapião participarem. Antes, foram divulgadas as escalas de arbitragem e do VAR para as partidas de ida das quartas de final. 

15:23 Segundo Bretas, a CBF cumpriu todos os requisitos exigidos pela FIFA, para a homologação do projeto. O VAR, e toda a sua estrutura, estarão disponíveis em todos os oito estádios.

15:20 Bretas explica que foram mais de 400 horas de treinamentos para árbitros e assistentes. Foram seis jogos-testes oficiais em 2017, além de 50 amistosos, incluindo categorias de base e treinamentos.

15:18 Pilares do VAR: Controle, tecnologia, treinamento de toda a equipe envolvida, e transparência.

15:16 Bretas: "É uma imensa satisfação dar a largada ao VAR na Copa do Brasil 2018. Mas esse projeto foi iniciado em 2016. É uma ferramenta de prevenção de riscos, que visa impedir erros graves de arbitragem". 

15:14 A coletiva é iniciada. Ricardo Bretas, gerente de equipamento do VAR no Brasil, será o primeiro a falar.

14:56 Em poucos minutos a coletiva terá início, e contará com o coordenador do VAR no Brasil, Sérgio Corrêa, e o instrutor de arbitragem e criador do projeto, Manoel Serapião.

14:51 O VAR foi testado em alguns jogos da 16ª rodada do Campeonato Brasileiro, realizada no último fim de semana. 

14:28 - Já estamos dentro da sede da CBF para participar da entrevista coletiva sobre a utilização do VAR na Copa do Brasil.

Não saia daí. Momentos antes do início da coletiva voltamos com todas as informações AO VIVO diretamente da sede da CBF, no Rio de Janeiro. Acompanhe tudo na VAVEL Brasil. 

Uma preocupação da comissão de arbitragem é o quanto as pessoas sabem sobre o VAR. A falta de informação pode tornar a decisão da arbitragem polêmica. Os torcedores receberão panfletos durante os jogos. Os times da Copa do Brasil terão reuniões técnicas para tirar dúvidas e explicar o que o VAR pode fazer, e quando pode agir.

Antes do início do Brasileiro, a CBF propôs um pacote com árbitro de vídeo nos 190 jogos do segundo turno, a um custo estimado de R$ 50 mil por partida (R$ 3,8 milhões no total). Em votação, os clubes, que teriam que bancar a tecnologia, negaram a proposta. Desta vez, o investimento será da CBF.

Ao todo, serão 14 jogos com o VAR, das quartas até a decisão da Copa do Brasil, com um custo total estimado em R$ 1 milhão (cerca de R$ 70 mil por partida). As câmeras usadas pertencem a uma estrutura já usada pela Rede Globo, que vai ceder as imagens à Broadcasting, empresa responsável pela operação do VAR.

A CBF habilitou 39 árbitros, incluindo os que foram para a Copa: Sandro Meira Ricci, Marcelo Van Gasse e Emerson Augusto de Carvalho e Wilton Pereira de Sampaio.

Ao contrário da Copa, em que uma central comandava o árbitro de vídeo por fibras óticas, a cabine do VAR será instalada em cabines dentro de cada estádio. Devem ser quatro profissionais trabalhando na sala: o árbitro de vídeo, um assistente, um operador e um supervisor. Caso o número de câmeras seja maior do que 12, serão adicionados à equipe mais um árbitro e um operador.

O objetivo não é acabar com o erro no futebol, mas com as grandes injustiças. Espera-se um índice de 96 a 97% de acertos com o árbitro de vídeo, o que representa um aumento de 6 a 7% da média atual, segundo a CBF.

Mas a estrutura não será exatamente a mesma da usada na Rússia, a começar pelo número de câmeras: 33 espalhadas em cada uma das arenas russas. No Brasil, a expectativa é trabalhar com um número que pode ir de sete a 19 por jogo.

A CBF também disponibilizará o VAR nos outros seis jogos das fases seguintes da Copa do Brasil: quatro nas Semifinais e dois nas Finais. No total, a competição contará com essa tecnologia em 14 duelos.

Todos assistirão a uma apresentação com o resumo do processo e informações técnicas sobre o VAR. Estarão disponíveis para entrevistas o coordenador do Árbitro de Vídeo no Brasil, Sérgio Corrêa, e o instrutor de arbitragem e criador do projeto, Manoel Serapião.

Os jogos da próxima semana pelas Quartas de Final da Copa do Brasil 2018 terão o recurso do vídeo como auxílio às decisões da arbitragem. Após meses de preparação, cursos e testes realizados pela CBF, o VAR (da sigla em Inglês para video assistant referee) será colocado à disposição nos confrontos de ida e volta entre Grêmio x Flamengo, Corinthians x Chapecoense, Santos x Cruzeiro e Bahia x Palmeiras.

Após meses de preparação, cursos e testes realizados pela CBF, o VAR será colocado à disposição nos confrontos das Quartas de Final da competição. 

CBF fará coletiva sobre árbitro de vídeo na Copa do Brasil, nesta segunda-feira (30), na sede da entidade, às 15h. Acompanhe todas as informações sobre o evento AO VIVO na VAVEL Brasil. 

VAVEL Logo