Flamengo pressiona, mas Corinthians segura empate sem gols no Maracanã
(Foto: Staff Images/Flamengo)

Flamengo pressiona, mas Corinthians segura empate sem gols no Maracanã

Equipe rubro-negra chegou a ter 70% de posse de bola, mas não conseguiu converter o domínio da partida em gols

lchagas
Leandro Chaga
FlamengoDiego Alves, Rodinei, Léo Duarte, Réver, Renê, Cuéllar, Diego, Lucas Paquetá (Willian Arão), Éverton Ribeiro, Uribe (Henrique Dourado), Vitinho (Lincoln). TÉC: Maurício Barbieri
CorinthiansCássio, Fagner (Paulo Roberto), Léo Santos, Henrique, Danilo Avelar, Ralf, Gabriel (Angelo Araos), Douglas, Jadson, Clayson (Mateus Vital), Ángel Romero. TÉC: Jair Ventura
ÁRBITROBráulio da Silva Machado (SC), Cartões Amarelos: Douglas (Corinthians)
INCIDENCIASPARTIDA DE IDA DAS SEMIFINAIS DA COPA DO BRASIL. DISPUTADA NO ESTÁDIO MARACANÃ, NO RIO DE JANEIRO

No duelo dos times com as maiores torcidas do país, o empate prevaleceu, na partida de ida das semifinais da Copa do Brasil. Nesta quarta-feira, no Maracanã, o Flamengo tentou buscar a vitória, mas acabou esbarrando na equipe corintiana, que tentou de todas as formas manter o 0 a 0 no placar.

Com menos de um minuto de jogo, o Flamengo já arriscou pela primeira vez. Éverton Ribeiro tentou de fora da área, mas a bola acabou subindo demais, passando longe do gol. Pouco tempo depois, aos três, Diego tocou para Vitinho na esquerda. O camisa 14 bateu firme de primeira, mas Cássio, mostrando segurança, defendeu sem problemas.

Aos 12 minutos a equipe rubro-negra assustou o torcedor paulista. Gabriel dominou errado na entrada da grande área, e na sobra, Vitinho pegou mais uma vez de primeira, e a bola passou tirando tinta do gol defendido por Cássio.

Sem dar tempo do Corinthians respirar, o Fla continuou imprimindo um ritmo forte, aproveitando a maior posse de bola na partida.

Tentando sair da pressão, o time de São Paulo conseguiu achar uma falta da entrada da área, mas na cobrança, o chute de Clayson acabou explodindo na barreira.

Aos 23, Paquetá, que voltou às pressas após servir a seleção brasileira, quase entregou o ouro. O meia saiu jogando errado, dando a bola para Clayson, que aproveitou o vacilo, invadindo a área e chutando forte, numa bola que acabou batendo na rede, pelo lado de fora.

Oito minutos depois, aos 31, Paquetá quase se redimiu. Após escanteio batido por Éverton Ribeiro, Cássio espalmou para longe. A bola acabou sobrando para o camisa 11 do Fla, que bateu cruzado, obrigando o goleiro adversário a fazer uma grande defesa. No rebote, Diego cruzou na área, mas Léo Santos conseguiu mandar para escanteio. Na sequência, o arqueiro do Corinthians salvou mais uma vez, espalmando a cabeçada de Réver, no sexto escanteio batido pela equipe carioca.

Aos 38, Danilo Avelar vacilou e a bola ficou com Paquetá, que de primeira, mandou um chute que passou à direita do gol de Cássio, que logo após o lance deu um bronca na defesa, pedindo mais atenção.

O Flamengo encerrou o primeiro tempo com 64% de posse de bola, contra apenas 36% do Corinthians. Mesmo com o domínio rubro-negro, as equipes foram para o vestiário com o placar em 0 a 0.

Segundo tempo

A segunda etapa se iniciou do mesmo jeito que terminou a primeira, onde o Flamengo tinha a posse de bola e o Corinthians jogava recuado. Mesmo assim, só aos 25 minutos o time do Rio conseguiu finalizar. Uribe cabeceou para fora após mais um escanteio batido por Diego.

O Flamengo conseguiu assustar aos 16. Diego fez jogada individual na esquerda, trazendo para o meio e enchendo o pé, para outro boa defesa do camisa 12 do Timão, que mandou para longe.

Aos 24, Vitinho recebeu bom passe, fez o pivô e passou para Paquetá, que acabou batendo firme no centro do gol, para a defesa de Cássio.

O jogo seguiu truncado, com o Corinthians segurando o empate com todas as forças. Diante da necessidade de buscar o resultado em casa, Barbieri gastou suas três substituições, lançando Dourado e Arão, nos lugares de Paquetá, cansado, e Uribe, que não conseguiu ter bom desempenho em mais uma partida.

Depois o técnico rubro-negro ainda colocou o menino Lincoln, no lugar de Vitinho, outro que não conseguiu fazer boa partida, sendo vaiado pela torcida ao ser substituído

O Flamengo insistia no jogo aéreo, mas esbarrava na barreira corintiana. Aos 37 Arão cruzou, Paulo Roberto cortou. Na sobra Diego chegou batendo, mas a bola acabou explodindo no volante do Timão, que nesta partida, entrou como lateral no lugar de Fagner.

Nos minutos finais, a equipe carioca chegou a bater 70% de posse de bola, o que não foi suficiente para marcar o tão sonhado gol. Placar final, 0 a 0, e a decisão fica para o jogo de volta.

Os times só voltam a se enfrentar daqui a duas semanas, no dia 26, em partida que será disputada na Arena Corinthians, em São Paulo.

Antes disso, os times vão a campo pelo Campeonato Brasileiro. No sábado (15), o Flamengo tem o clássico contra o Vasco, às 19h, no Mané Garrincha. Já o Corinthians joga em casa, contra o Sport, no domingo (16), também às 19h.

VAVEL Logo