Mano Menezes lamenta erro da arbitragem contra o Cruzeiro: "Uma grande injustiça"
Foto: Bruno Haddad/Cruzeiro E.C

Mano Menezes lamenta erro da arbitragem contra o Cruzeiro: "Uma grande injustiça"

Treinador mostra sua indignação expulsão injusta de Dedé contra o Boca Juniors

bethaniaq
Bethânia Quiareli

Após o fim do jogo entre Boca Juniors e Cruzeiro, pela Copa Libertadores, o técnico Mano Menezes criticou fortemente a atuação do juiz  Eber Aquino. Além disso,  mostrou sua insatisfação com o VAR, no qual, originou a expulsão do zagueiro Dedé . No lance, o defensor estrelado atingiu involuntariamente o goleiro Andrada e acabou levando o vermelho direto.

+ Com expulsão equivocada de Dedé, Cruzeiro perde para o Boca Juniors pelas quartas da Libertadores

"Não preciso falar sobre a expulsão. O mundo inteiro está falando sobre a expulsão. Não gostaria de falar mais sobre isso porque não tem sentido fazer nenhum tipo de análise. Achei que as cosas iriam mudar na Conmebol. Em 2007, tomei um gol aqui com três jogadores impedidos. Três. Mudaram as direções, o comando da Confederação, agora viemos com o VAR, que seria usado para que não tivéssemos grandes injustiças no futebol, e hoje vimos uma grande injustiça. Se trata de perder matematicamente um jogador, no nosso melhor momento da partida. O Cruzeiro não fez um bom primeiro tempo, estava fazendo um bom segundo tempo, e tivemos uma atitude inexplicável dessa. Você não precisa ver nem uma vez, ainda mais dez. Vamos guardar nossas forças, juntar essa raiva que você leva para transformar em algo positivo no jogo de volta, pois temos chances de reverter", confessou.

Mano  ainda relatou que antes do confronto, ocorreu uma reunião com as duas agremiações para poder mostrar como iria funcionar o uso do árbitro de vídeo. 

"Ontem (terça-feira) tivemos uma reunião sobre o VAR. As duas equipes tiveram essa reunião, onde foi explicada a maneira como seriam conduzidas todas as situações. Quando tivesse um lance que alguém achasse que é diferente do que o árbitro marcou, e ele não marcou nada, alguém do VAR, nesse caso, chama o árbitro e diz que aconteceu um lance que merece ser revisto no monitor. Então, alguém achou que algo estava diferente. Ninguém no campo achou, nenhum jogador do Boca achou. Tanto que acharam que era algo contra eles. O árbitro tomou a decisão e ele é o culpado por tudo isso que aconteceu", falou.

+ Confira ofertas de nosso parceiro Futfanatics

Por fim, o técnico celeste relatou que ultimamente os times brasileiros estão sendo prejudicados e reforçou que a CBF e outras federações precisam tomar uma atitude.

"Não tem como ver interpretação. O árbitro quis expulsar o Dedé. E o problema é que estão tendo muitos problemas contra equipes brasileiras. Teve o caso do Santos, a falta de aplicação de punição para River e Boca... As coisas estão muito diferentes para os participantes. E esta é uma coisa que não está cheirando bem. Acho que a CBF e as outras federações têm que se posicionar. Se trata de algo grave. Tem que ser tratado pelos clubes brasileiros com a gravidade que isso tem", finalizou.

VAVEL Logo

    Cruzeiro Esporte Clube Notícias

    há 12 dias
    há 16 dias
    há 21 dias
    há 24 dias
    há 24 dias
    há um mês
    há um mês
    há um mês
    há um mês
    há um mês
    há um mês