Na última partida da rodada, Botafogo e Vasco empatam em clássico carioca
Foto: Divulgação/Botafogo

Na última partida da rodada, Botafogo e Vasco empatam em clássico carioca

Luiz Fernando abre placar com belo chute de fora da área, mas Maxi Lopez volta a decidir para o Cruz-Maltino; empate deixou equipe de Alberto Valentim fora do Z-4

mathenrique
Matheus Henrique null

No reencontro com suas antigas equipes, Zé Ricardo e Alberto Valentim ficaram no empate no Estádio Nilton Santos. Nesta terça-feira, na última partida da 28ª rodada do Campeonato Brasileiro, Botafogo e Vasco se igualaram em 1 a 1. Os gols da partida foram marcados por Luiz Fernando e Maxi Lopez.

O empate foi suficiente para o Vasco chegar a 31 pontos, sair da zona de rebaixamento e ganhar duas posições no Campeonato Brasileiro, empurrando o Ceará para a degola e chegando à 15ª posição, que era da Chapecoense. Enquanto isso, o Botafogo se mantém em 12º lugar, com 34 pontos.

Na próxima rodada, o Vasco segue no Rio de Janeiro para enfrentar o Cruzeiro, em São Januário, neste domingo (14). Já o Botafogo viaja para enfrentar o Ceará, na segunda-feira (15).

Botafogo marca no início e é superior, mas Vasco empata em movimentado fim  de primeira etapa

Diante de um pressionado adversário na luta contra o rebaixamento, o Botafogo fez equivaler o fator casa e apertou seu adversário no início da partida. Vestindo novamente a camisa 10, Luiz Fernando era o principal nome da armação de jogadas, que, com organização, deram resultado.

Com o ofensivo Yago Pikachu retornando a atuar na lateral-direita, o Botafogo procurou encontrar espaços com subidas de Moisés e Bochecha, que chegaram a levar perigo. Porém, foi pelo lado direito que o Glorioso balançou as redes em duas oportunidades. Primeiro, Erik marcou, porém, a arbitragem assinalou falta em lance anterior. Depois, aos 16 minutos, Marcinho achou Kieza, que escorou para Luiz Fernando arrematar belo chute de primeira e abrir o placar.

O Vasco demonstrava os mesmos erros de criação do frustrante empate diante do lanterna Paraná. Uma das principais armas da equipe, a utilização de Maxi Lopez como pivô não surtiu efeito inicialmente, com a zaga alvinegra conseguindo intervir.

Na reta final da partida, o jogo esquentou, com duas equipes buscando o jogo. Aos 29, Matheus Fernandes disparou perigoso chute do meio-campo, mas a bola seguiu para fora. No minuto seguinte, foi a vez de Luiz Fernando novamente assustar os vascaínos: em jogada pela esquerda, o camisa 10 tentou cruzamento, a bola desviou na zaga adversária, encobriu Fernando Miguel e parou no travessão. No rebote, Bochecha completou para fora.

Necessitando da vitória para sair e se afastar do Z-4, o Vasco cresceu e levou perigo a Saulo aos 34 minutos, em chute de Andrey. O jovem meia arriscou de fora da área, sua principal arma, a bola sofreu leve desvio e passou por cima do gol alvinegro. No minuto seguinte, Saulo não teve chances nem de tentar a defesa quando Maxi Lopez aproveitou sobra na área e completou em chute à queima-roupa, igualando o marcador no Nilton Santos.

O Botafogo ainda voltou a arriscar na bola parada ao fim da primeira etapa, com Igor Rabello. Após cobrança de escanteio, o zagueiro alvinegro subiu mais que a zaga adversária e cabeceou forte para boa defesa de Fernando Miguel. Desta forma, as duas equipes encerraram as participações com um movimentado fim de primeira etapa.

Jogo esfria na segunda etapa e clássico termina empatado

Na etapa complementar, os treinadores priorizaram consertar os erros do primeiro tempo com substituições - todas as três possíveis foram utilizadas em cada lado.

Com isso, o que se viu no segundo tempo foi de um jogo travado, bem diferente do forte ritmo antes da ida dos jogadores aos vestiários. Em situação complicada no Campeonato Brasileiro, o Vasco alternou posturas. Por vezes, pressionou seu rival em busca do segundo gol, em outras, recuou suas linhas visando explorar jogadas em contra-ataque.

A principal chegada do Vasco se deu em chute perigoso de Andrey de fora da área, aos 21 minutos, que Saulo conseguiu afastar. Por outro lado, o Botafogo conseguiu incomodar o Cruz-Maltino no decorrer da etapa, principalmente na reta final.

Aos 31 minutos, polêmica. Em contra-ataque, Moisés recebeu falta de Luiz Gustavo, que foi advertido com cartão amarelo. No meio tempo, o Alvinegro tentou a cobrança rápida, porém, o árbitro parou a jogada.

Aos 39, Marcinho assustou a equipe adversária com chute da entrada da área, mas Fernando Miguel conseguiu afastar. Na última chance da partida, a sorte mudou de lado, mas sem proveito: após desvio na zaga do Vasco, a bola sobrou com Igor Rabello, que não conseguiu finalizar, e a zaga do Cruz-Maltino afastou. Com isso, a partida se encerrou em 1 a 1, num resultado insatisfatório para ambas equipes. 

VAVEL Logo