Rodrigo Caio mostra otimismo quando se fala da temporada do Flamengo: “Vim pra ganhar”
(Foto: Alexandre Vidal / Flamengo)

Rodrigo Caio mostra otimismo quando se fala da temporada do Flamengo: “Vim pra ganhar”

Atleta comentou sobre clássico contra o Vasco e projetou melhoras na equipe, principalmente na parte de gols sofridos 

ariannalacerda
Arianna Lacerda

Na manhã desta quarta-feira (17), o Flamengo treinou pela manhã no Ninho do Urubu em preparo para o clássico contra o Vasco, no próximo domingo (21). Durante a semana o rubro-negro não tem compromissos, o foco está no jogo da volta do Campeonato Carioca. Antes das atividades, Rodrigo Caio falou com a imprensa. 

Inicialmente o zagueiro analisou sobre o primeiro jogo contra o Vasco, no qual o Flamengo venceu por 2 a 0 no domingo passado, dia 14. Existem pontos a ser melhorados sempre, segundo Rodrigo. 

“Fizemos uma grande partida, merecemos o resultado que tivemos, mas futebol é surpreendente e 11 x 11 dentro de campo. Vamos enfrentar uma grande equipe e temos que ter atenção extra para repetir a performance, até melhorar, e fazer o jogo que queremos”. 

Complementou afirmando que o primeiro foi com concentração total: “Temos que entrar em campo concentrados o máximo possível. Conseguimos fazer isso no jogo com o Vasco. Alimentação e descanso é sempre fundamental”. 

Dentro dos 22 jogos durante o ano, o Flamengo tomou gol em cerca de 14 partidas, mesmo que tenha ganho, apenas em alguns jogos o rubro-negro conseguiu marcar sem levar qualquer gol: “Em questão dos gols que temos tomado, acho que é um pouco por desatenção de todo time. Eu, como defensor, também assumo a nossa parcela de responsabilidade”.

Rodrigo Caio mostrou seus objetivos no Flamengo, deixou claro que veio pra vencer, mostrando bastante otimismo e estabilidade no rubro-negro: “Eu vim para ganhar. Esse era meu grande objetivo. Vim para um clube gigantesco buscar isso. Vim preparado para ser campeão e voltar a jogar em um nível que não estava tendo possibilidade. Aqui, encontrei um grupo unido, com sede de vitórias e títulos”, afirmou. 

Apesar de está com a vantagem do jogo de ida, o zagueiro afirmou que não há nada ganho é que precisam ter os pés no chão: “Futebol é um jogo muito mental. Acredito muito nisso. É 90% a cabeça estar concentrada, focada. O Vasco tem um jogo muito difícil hoje, mas não vale nada se entrarmos concentrados e focados domingo. Não tem nada ganho”.

Por fim, o jogador finalizou falando sobre o zagueiro e companheiro Juan, que se aposenta no primeiro jogo do Campeonato Brasileiro, conte o Cruzeiro: “Estava tomando café agora e conversando, trocando experiências de tudo com o Juan. É um cara que eu admiro muito e vejo isso no dia a dia. O cara teve uma lesão seríssima e voltou. Gostaria muito que permanecesse até o fim do ano, ia nos ajudar muito”.

VAVEL Logo