Após primeira derrota em casa, Barroca reconhece domínio do Grêmio:"Controlaram bem o jogo"
Divulgação\Botafogo

O Botafogo foi derrotado pelo Grêmio por 1 a 0, no Estádio Nilton Santos, nesta quarta-feira, e sofreu sua primeira derrota dentro de casa na competição. Após o resultado negativo na nona rodada do Brasileirão, o treinador Eduardo Barroca falou sobre a partida e comentou a boa atuação do time adversário.

"Eu entendo que o Grêmio tirou um pouco das nossas características coletivas. Eles controlaram bem o jogo e não conseguimos pressionar. A gente ficou menos com a bola no primeiro tempo e isso desgastou a gente. Foi um jogo de poucas oportunidades para os dois lados, mas a coletividade do Grêmio fez a diferença".

Este foi o último jogo do Glorioso antes da pausa para a Copa América. A equipe só volta a campo no dia 14 de julho, quando viaja para Belo Horizonte para enfrentar o Cruzeiro, no Mineirão. O técnico disse que pretende utilizar este tempo para trabalhar nas questões que precisam ser ajustadas no elenco, e destacou que o clube terá vida difícil após o torneio continental.

"Agora, a gente entra em um novo ciclo, com um período para treinar sem dividir o foco com jogos. A gente espera ajustar algumas coisas que, mesmo na vitória, não estavam encaixadas. Melhorar algumas coisas coletivas para depois da parada da Copa América porque a nossa sequência será bem difícil depois.

Na conversa com os jornalistas, Barroca falou sobre a versatilidade de Diego Souza e contou o papo que teve com o centroavante no intervalo do confronto sobre seu posicionamento em campo.

"Diego é um jogador que tem a capacidade de fazer mais de uma função, já fez isso. É um volante de origem, depois virou meio-campista, já foi segundo atacante e, hoje, é centroavante. O que eu sugeri e cobrei (no intervalo) foi ele sair da referência dos dois zagueiros, viesse flutuar como quarto homem de meio. Ele fez isso, a gente conseguiu equilibrar, mas não foi o suficiente."

Um dos destaques deste início de passagem do treinador pelo clube tem sido o rodízio que ele implementa no elenco alvinegro. No jogo de hoje, os três jogadores que saíram do banco durante os 90 minutos são atletas formados na base do Botafogo.  

"Foram colocados, hoje, três jogadores da base, jogadores do Botafogo. Tenho tentado bater muito nessa tecla, porque quando eu cheguei aqui, tinham uma expectativa muito alta para utilizar os jogadores da base por eu ter trabalhado aqui na base do Botafogo. E eu entendo muito claramente que esses jogadores já passaram por esse ciclo, são jogadores que fazem parte do elenco profissional do Botafogo."

Sobre seu estilo de jogo, Barroca falou um pouco a respeito das variações táticas do sistema ofensivo do Alvinegro e disse ter conseguido trabalhar outras formas de implementar suas ideias nesta fase inicial de campeonato  

"A gente já vem fazendo isso ao longo dos jogos. Em algumas partidas eu já tenho utilizado o Erik mais próximo do Diego Souza. Hoje, por exemplo, eu voltei com o Diego para fazer uma ponta de losango em uma parte do jogo e acho que deu resultado na posse de bola. A gente tem tentado trabalhar algumas alternativas e a gente conseguiu isso nesses primeiros nove jogos."

VAVEL Logo