Jorginho elogia desempenho de Coritiba no segundo tempo e cita erros de arbitragem 
Coritiba Oficial / Divulgação

Coritiba e Operário-PR empataram em 0 a 0 na noite desta quinta-feira (24) no Couto Pereira, em Curitiba, pela 31ª rodada da Série B. O técnico do Coxa, Jorginho, falou em entrevista coletiva sobre a partida. Ele elogiou o desempenho do time no segundo tempo e pediu mais ação do elenco.

"Os jogadores que estavam no primeiro tempo são de muita qualidade, foi apenas uma peça que a gente mudou com a saída do Thiago e entrada do Giovanni, conseguimos construir. Vimos que estava muito difícil a nossa saída de bola e ai fizemos uma saída de três com o Sales centralizando e abrindo os dois zagueiros, subindo um pouquinho mais os laterais. Facilitou bastante no segundo tempo. Conseguiu encaixar, sair jogando. Segundo tempo foi muito bom, tivemos todas as oportunidades, o lance do Rodrigão que ele tentou finalizar e o goleiro foi bem feliz. As substituições foram para dar um pouco mais de velocidade. A gente não pode repetir essa oscilação dentro de um jogo, precisamos ter equilíbrio no jogo, é uma questão de atitude da equipe".

O jogador Rodrigão conta com 11 jogos sem marcar no campeonato. Jorginho abordou o assunto, negando atritos após o fim da partida. "Eu fui atleta. Eu sei como é que é esse sentimento. Eu falei com ele agora no vestiário. Falei que não pode me desrespeitar, o companheiro, mas não foi isso que aconteceu. Ele tava 'P' da vida por ter saído porque ele queria permanecer. Ele quer quebrar esse jejum. Chegamos até a melhorar muito, teve um primeiro tempo sumido, não participou mas no segundo tempo foi bastante efetivo, até que a gente não tinha mais jogadas de profundidade. A única vez que ele chegou em uma profundidade ele nem fez a falta, acabou o árbitro".

A arbitragem também foi tema de discussão na coletiva. "Abrindo um parênteses aqui, eu acho que o árbitro, com todo o respeito, é um bom árbitro, ele beneficiou muito a equipe deles. Eles retardando sempre o jogo e alguns momentos ele não deu a vantagem que era a nosso favor. Poderíamos, em duas oportunidades, tanto com Alano quanto com Robson, sair na cara do gol livre. A gente lamenta essa situação, sabe que é um ser humano mas os erros foram sempre contra a gente hoje, sem pensar em ser tendencioso".

O treinador falou sobre o apoio que a torcida vem mostrando nos últimos jogos em casa, além da pressão exercida para permanecer no G-4. "A torcida fica chateada porque se trata de um rival, uma equipe que tem conquistado seu espaço ao longo do tempo. A gente gostaria muito de ter vencido esse jogo, não foi possível e agora temos que buscar o resultado fora de casa. Bom é que temos um jogo antes que ninguém vai ter, e temos a possibilidade buscar uma terceira colocação".

O Coxa permanece no G-4, em quarto lugar, com 48 pontos, mas pode cair se o América-MG vencer o Atlético-GO, jogo que acontece nesta sexta-feira (25), em Goiânia.

Pela 32ª rodada da Série B, o clube paranaense enfrenta o Botafogo-SP na sexta-feira (1º/11), às 19h15, no estádio Santa Cruz.

VAVEL Logo