Marcelo Cirino sai do banco para dar vitória ao Athletico diante do CSA
Foto: Miguel Locatelli/CAP

Na Arena da Baixada, o Athletico-PR recebeu o CSA pela 30ª rodada do Brasileirão. O foco dos paranaenses era entrar no G-6 para melhorar ainda mais o posicionamento no campeonato, já a meta alagoana era nada mais nada menos que ganhar forças na briga contra o rebaixamento. Melhor para os donos da casa, que venceram por 1 a 0, com gol salvador de Marcelo Cirino aos 37 minutos do segundo tempo.

Jogo marcado por bolas na trave

O primeiro tempo ficou empatado sem gols, mas com a equipe da casa dominando as ações em Curitiba. Time de Tiago Nunes, o Furacão explorou lançamentos longos e chutes de fora da área para transpor a barreira defensiva armada pelo treinador azulino Argel Fucks. Mesmo com posse de bola maior, o CAP não criou muitas chances de gol. Os melhores ataques contaram com a participação de Nikão, que arriscou um chute forte numa batida de falta, mas João Carlos fez boa defesa.

Visitante do confronto, o CSA não teve nenhuma ótima oportunidade de abrir o placar. A principal delas foi um lançamento pelo alto que Euller não conseguiu se antecipar ao goleiro Santos.

Foto: Miguel Locatelli/CAP
Foto: Miguel Locatelli/CAP

A entrada decisiva de Cirino na reta final

No segundo tempo o jogo ficou mais movimentado. Logo aos sete minutos, Jonathan Gómez soltou uma paulada de fora de área e acertou o travessão do goleiro athleticano, assustando a equipe da casa. Um minuto depois, Rony respondeu em desvio de chute feito por Marco Ruben: a bola bateu na trave alagoana. Aos 14', Nikão recebeu em contragolpe e bateu para defesa de João Carlos e, na sobra, Rony marcou o gol, mas o VAR interferiu e o árbitro invalidou.

A partir daí o jogo tornou a ficar um pouco morno. Tiago Nunes tirou Nikão e colocou Cirino aos 30' para dar mais mobilidade ao time rubro-negro. E deu certo, tanto que aos 37', Marcelo Cirino recebeu passe de Márcio Azevedo e mandou para as redes em finalização de dentro da área. Depois do gol sofrido, o CSA demonstrou sua pouca força ofensiva. Aos 47', Bruno Nazário ainda acertou a trave novamente, quase ampliando o placar. Mas foi só o 1 a 0.


Com a vitória, o Athletico chega aos 46 pontos, ultrapassa o Internacional no saldo de gols e agora chega à sexta posição. Por sua vez, o CSA não pontua e segue na zona de rebaixamento , com 29. E na rodada seguinte, os paranaenses recebem o Cruzeiro, enquanto os alagoanos vão a Porto Alegre medir forças com o Grêmio.

VAVEL Logo