Após derrota no Gre-Nal, Zé Ricardo lamenta desempenho do Inter: "Coisas não aconteceram"
Ricardo Duarte / Internacional

Em dia de Gre-Nal, o Internacional foi superado pelo Grêmio por 2 a 0 jogando na Arena do Grêmio pela 30ª rodada da Série A do Campeonato Brasileiro, neste domingo (3). O time vermelho não produziu como queria, além de perder um jogador na segunda etapa, prejudicando o rendimento. 

O técnico do Inter, Zé Ricardo, avaliou a partida em entrevista coletiva, admitiu que as táticas propostas para a equipe não aconteceram e explicou também algumas mudanças entre titulares, como a do ídolo da torcida D'Alesandro.

"Avaliação é de que sai chateado pela derrota e principalmente porque aquilo que a gente planejou para o jogo acabou não surtindo efeito. Foram apenas dois dias para a gente trabalhar especificamente com a partida. Não só o D'Alessandro mas alguns atletas ainda apresentavam algum nível de desgaste. Tentamos preservar ele no primeiro tempo, uma estratégia que já vem sendo feita durante boa parte da temporada. Entendemos que era prudente ele entrar na partida no decorrer dela. A gente pretendia, com a nossa formação, ter um pouco mais de posse de bola, a mesma estratégia que usamos em Salvador e também ter velocidade para poder trabalhar em cima dos laterais do Grêmio. Mas hoje foi um dia que realmente as coisas não aconteceram. O segundo tempo quando começo melhor, jogar com um a menos é bem difícil".

O treinador também falou sobre o peso da derrota em um dos mais importantes e disputados clássicos de futebol do país.

"Clássico é difícil, quando você erra, você é punido. Entendo que o torcedor do Inter está bastante chateado, como todos nós aqui. Vamos buscar explicações e fazer as cobranças que precisamos fazer. Com o objetivo que temos para o restante do ano, nestes oito jogos não podemos repetir uma atuação tão abaixo do que tivemos. Tem que se fechar e se cobrar, independente do tempo, para que todos lutem em prol desse único objetivo. É hora de agregar e não fragmentar o nosso trabalho".

Mesmo com o resultado negativo do clássico, o comandante afirma que o importante, neste momento, é manter os pés no chão e seguir com o trabalho para o próximo desafio.

"Sequência difícil. Amanhã temos que receber todos no CT já de cabeça levantada porque temos uma partida quinta-feira difícil lá no Ceará e a gente precisa de uma resposta de imediato"

O Colorado segue na sétima posição, com 46 pontos. Na 31ª rodada do Brasileirão, visita o Ceará na quinta-feira (07), às 19h30, no Castelão.

VAVEL Logo