Jorginho admite jogo ruim contra Sport, cita desgaste da Coritiba e critica calendário da Série B
Coritiba Oficial / Divulgação

Não foi uma boa noite para o Coritiba. Jogando em casa nesta segunda-feira (4), no Couto Pereira, contra o vice-líder Sport pela 33ª rodada da Série B, o clube paranaense ficou apenas no 0 a 0. Mesmo com o resultado, permanece na terceira posição com 53 pontos, quatro a mais que o América-MG, primeira time fora do G-4, que ainda atua na rodada.

O técnico do Coxa, Jorginho, admitiu em entrevista coletiva um jogo ruim de sua equipe. Além de falar sobre a partida, ele também criticou o calendário do torneio, citando a dificuldade em manter uma maratona de três jogos em apenas seis dias.

"Não é simples assim. a viagem que nós fizemos para Cuiabá é uma viagem desgastante, um calor insuportável e se via claramente que os meus jogadores estavam cansados. A gente estava errando coisas que normalmente a gente não erra como o domínio de bola e o passe. A equipe deles conseguiu controlar o jogo durante todo o tempo. Tivemos menos tempo de descansar do que eles. Não é uma questão de desculpa, mas uma realidade. A gente joga terça e sexta. Por quê? Eu preciso descansar, não estou tendo tempo nem para treinar, só descansar os jogadores. É o que está acontecendo. Não conseguimos fazer verdadeiramente um bom jogo. A torcida tem razão de não apresentarmos um bom trabalho".

O comandante também desabafou sobre as vaias em cima do meia Thiago Lopes. Para ele, não existem motivos que levem para tal reação do torcedor. 

"A única coisa que eu não admito é o que fizeram com o Thiago. Um jogador ativo do clube, criado aqui e querido. Sinceramente não consigo entender. Como um jogador desse vai entrar em campo já sendo contestado antes de entrar? Foi um absurdo. É um pedido que eu faço, uma tristeza que fica aqui no meu coração. Precisamos jogar junto. Eu via parte da torcida jogando junto e parte o tempo todo vaiando. Merecemos a vaia porque fizemos um jogo ruim, mas temos que entender que temos limitações. Estamos procurando dentro daquilo que a gente tem fazer o melhor para o clube. Estamos em uma empreitada juntos, se nos dividirmos nesse momento, vamos nos enfraquecer. Claro que a paciência tem limite, mas a gente está dentro do G4. Temos todas as condições, temos feito bom jogos fora de casa, conquistado pontos e vamos em busca disso. Fica aqui meu pedido para que apoiem, principalmente um jovem como esse. 

O Coritiba visita o Figueirense na sexta-feira (8), às 21h30, no Orlando Scarpelli, pela 34ª rodada da Série B.

VAVEL Logo