Na reta final do desespero, Ceará, Cruzeiro e CSA trocam figurinhas no comando técnico
Arte: VAVEL

A água está batendo no traseiro! É com esse desespero que as diretorias de Cruzeiro e Ceará estão trabalhando para continuarem na Série A do Brasileirão. Ainda com duas vagas em aberto na zona de rebaixamento, o CSA também luta com mineiros e cearenses para fugir do fantasma do descenso. Assim, a famosa "dança das cadeiras" é a música que assola a cabeça dos treinadores.

Argel Fucks deixou o CSA para assumir o Ceará. Enquanto isso, Adílson Batista foi demitido do mesmo Ceará pela má campanha, porém é o novo comandante do Cruzeiro. Único desses três clubes que ainda nunca foi rebaixado à Série B, a Raposa perdeu para o próprio CSA por 1 a 0, em Minas Gerais, e logo depois Abel Braga deixou seu cargo à disposição. Na fala após o jogo de quinta-feira (28), Abel disse à diretoria que não conseguia mais ‘tirar nada’ do elenco na dramática luta. É, senhoras e senhores, parece uma salada de fruta: tudo junto e misturado.

Situação da "zona de confusão"

Posição Pontos Vitórias Saldo de gols
15º FLU 41 11 - 9
16º CEA 37 10 - 4
17º CRU 36 7 - 14
18º CSA 32 8 - 29
19º CHA* 28 6 - 22
20º AVA* 18 5 - 39

* Já rebaixados matematicamente

Vale lembrar que o primeiro critério de desempate é a quantidade de vitórias. Seguido do saldo de gols. Nesse cenário, o Ceará tem 10 triunfos e é apenas aí que leva uma levíssima vantagem sobre os outros dois concorrentes. Já no saldo de gols, os alagoanos estão bem atrás. Sequência desses clubes na Série A:

  • Ceará: CAP (casa), COR (casa) e BOT (fora);
  • Cruzeiro: VAS (fora), GRÊ (fora) e PAL (casa);
  • CSA: BAH (casa), CHA (fora) e SÃO (casa).

Desses, há quem diga que o Cruzeiro é quem tem a pior sequência, pois enfrenta duas equipes que estão atualmente no G-4. Em contraponto, o CSA tem um Bahia que não briga mais por muita coisa e uma Chape já rebaixada pela frente, antes do São Paulo que, na última rodada, já pode estar com seu lugar definido na tabela. E o Ceará encara um Athletico que não perde há nove jogos fora de casa, um Corinthians que briga por Libertadores e um Botafogo, já aliviado da degola.

Restando apenas mais três rodadas para o fim da Série A 2019, Vozão, Raposa e Azulão correm desesperadamente atrás da única passagem aérea para a primeira divisão do ano que vem.

VAVEL Logo