América-MG supera números da primeira fase do Mineiro, em comparação a 2016
Em 2016, o Campeonato Mineiro contava com Guarani, Tricordiano e Tupi, hoje representados por Coimbra, Patrocinense e Tupynambás (Foto: Mourão Panda/América)

Líder isolado do estadual, única equipe invicta e com 21 pontos conquistados até a nona rodada: o América-MG é dono da melhor campanha do Campeonato Mineiro. Mas não só. Restando duas rodadas para o fim da fase classificatória, o Coelho já superou sua marca desde a conquista do torneio, em 2016. 

Depois de bater o Tombense, na sétima rodada, o América assumiu a liderança do estadual. Desde então, não largou mais a ponta da tabela. Garantido na próxima fase, o Coelho vive bom momento na temporada e tentará confirmar o posto ao fim da primeira fase.

Melhor marca alcançada desde o título?

Nos últimos quatro anos, o América-MG ultrapassou a marca de 21 pontos apenas na edição passada, quando terminou a fase de classificação com 22 pontos, um a mais do que tem hoje. Em 2016, o Coelho contrariou as previsões e análises, e mesmo com o menor número de pontos do último quadriênio, conquistou o título do Estadual.

À época, o time treinado por Givanildo Oliveira encerrou a 1ª fase com 18 pontos, na quarta colocação com cinco vitórias, três empates e três derrotas, 14 gols marcados e 11 sofridos, e um aproveitamento de 54%. Nessa temporada, o time de Lisca tem seis vitórias, três empates e não foi derrotado, com 15 gols pró e 6 contra, aproveitamento de 77,8%. Se a competição fosse encerrada hoje, em comparação com o ano do título, o Coelho teria números superiores. Confira na tabela abaixo:

Ano Pontuação Colocação
2020 21
2019 22
2018 21
2017 19
2016 18

Já em 2001, ano da penúltima conquista americana do Estadual em MG, o Coelho findou a primeira fase na quinta posição e, na segunda fase, conseguiu terminar em primeiro lugar na tabela superando posteriormente o Atlético, na final. Nos quatro últimos anos o América-MG esteve no páreo duro do campeonato mineiro, embora oscilando em posições, se manteve no G-4 do torneio.

Vindo de uma maratona de jogos, o Alviverde paralisou suas atividades desde a última quarta-feira (18), bem como a Federação Mineira de Futebol (FMF) paralisou oficialmente o Estadual por causa do Covid-19 (coronavírus). A esta altura do campeonato, não há previsão de término do torneio. Treinador do Coelho, Lisca avaliou como demorada a paralisação do certame.

“Acho que até demorou, poderia ter tido isso (suspensão dos jogos) nessa rodada (a nona). Ficamos preocupados. Está muito aceso, algo muito em voga. Está correta (essa decisão). Acho bem legal, prudente. Todos os treinadores estavam falando isso. Para nós não é bom, pois estamos embalados, mas acima do futebol estão a saúde e a vida de todos”, ressaltou o comandante Alviverde.

E brincou com a circunstância. “Se não tiver mais Campeonato Mineiro, já temos um campeão, o América é o primeiro lugar”, completou, em meio a risos. A melhor campanha do Coelho, desde que o atual formato de disputa do Campeonato Mineiro do Módulo I foi implementado (em 2005), foi em 2011, com 23 pontos conquistados, ficando em terceiro lugar.

Campanhas do América na primeira fase do Mineiro (desde 2005):
 

2005 – 7º, com 13 pontos
2006 – 4º, com 19 pontos (eliminado nas semifinais)
2007 – 12º, com cinco pontos (rebaixado ao Módulo II)
2009 – 5º, com 17 pontos (eliminado nas quartas de final)
2010 – 6º, com 15 pontos (eliminado nas quartas de final)
2011 – 3º, com 23 pontos (eliminado nas semifinais)
2012 – 3º, com 21 pontos (finalista)
2013 – 8º, com 12 pontos
2014 – 3º, com 18 pontos (eliminado nas semifinais)
2015 – 5, com 20 pontos
2016 – 4º, com 18 pontos (campeão)
2017 – 3º, com 19 pontos (eliminado nas semifinais)

Devido a paralisação geral da CBF em suas competições por causa do Coronavírus, a partida de volta da 3ª fase da Copa do Brasil diante da Ferroviária, no Independência, ainda não tem uma nova data definida. Pelo Campeonato Mineiro, o próximo compromisso do América é o clássico contra o Atlético, também sem data concreta.

VAVEL Logo