#NoContexto: como está a situação do futebol em Minas Gerais? 
Foto: Bruno Cantini / Agência Galo / Atlético

Os Campeonatos Estaduais estão paralisados desde março devido à pandemia de Covid-19, mas, em vários lugares, já existem movimentos de volta aos treinamentos.

A VAVEL Brasil fez um levantamento de como está a situação em relação às decisões governamentais e como os clubes e federações estão se organizando nos seguintes estados: São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Rio Grande do Sul, Paraná, Santa Catarina, Bahia, Pernambuco, Ceará, Alagoas e Goiás.

Retorno do futebol mineiro: o que diz o Governo de Minas?

Pouco se fala em retorno ao futebol mineiro por parte das autoridades públicas de Minas Gerais, tendo em vista o cenário atual de projeções de picos do vírus no estado, a manutenção de um isolamento horizontal e a restrição de somente serviços emergenciais em funcionamento.

Em coletiva realizada na manhã da última terça-feira (13), o secretário de Saúde, Carlos Eduardo Amaral ,revelou que a decisão de retorno aos trabalhos no âmbito do futebol cabe diretamente aos clubes, pois, em seu entendimento, as equipes possuem médicos competentes para analisar o momento ideal de volta às atividades.

Os clubes têm equipes médicas qualificadas, profissionais que têm condições de definir protocolos com muita clareza, com acompanhamento dos jogadores, das pessoas que estão envolvidas, com o isolamento adequado, com a testagem adequada”.

No entanto, o secretário ressaltou de algumas regras da Deliberação 17 que devem ser seguidas caso as equipes optem pelo retorno presencial aos trabalhos: a aglomeração em até 30 pessoas e testagem adequada.

Diante da tendência do reinício ao futebol, não só em Minas mas no Brasil, com portões fechados e público interno, as maiores atenções estarão direcionadas no dia a dia dos times, quando Carlos afirmou que a disciplina ficaria por conta das instituições.

Posição da Federação Mineira de Futebol

O futebol não tem data certa de retorno, entretanto, no início de maio, o presidente da Federação Mineira de Futebol (FMF), Adriano Aro, manifestou seu otimismo de que o esporte retorne no fim de junho. Isso porque no início do mês 6 está previsto um pico da doença no estado.

Segundo o presidente, a ideia de que o estadual seja encerrado integralmente permanece, a partir de recomendações de portões fechados. Hoje, o norte dado pela Federação Mineira referente ao tema consiste em um protocolo médico junto ao estado que será passado às equipes no seu retorno - que inclui testagem aos atletas, feitas inicialmente e também durante as rodadas. Este protocolo está sendo preparado para CBF.

Apesar da declaração, Aro sofreu críticas por parte do presidente do Atlético-MG, Sérgio Sette Câmara, por possível omissão sobre o assunto, quando revelou, em entrevista para a "Rádio Itatiaia", que ainda não recebeu um telefonema da Federação para tratar do futuro do futebol mineiro.

Atlético, Cruzeiro e América

O América-MG solicitou à Prefeitura de Contagem que retome as atividades no CT Lanna Drummond, que fica na cidade metropolitana. O pedido, que envolve apenas a modalidade masculina de futebol, deve receber retorno nesta sexta-feira (15), segundo a prefeitura. O Coelho elaborou um plano junto ao seu departamento médico que trata da melhor forma do reinício às atividades acontecerem.

O elenco do Atlético-MG se apresentou na Cidade do Galo nesta semana. O time alvinegro vem realizando relatórios diários. No teste que se deu nos últimos dias, três funcionários que estavam sob suspeita de Covid-19 foram ordenados a ficar em quarentena.

Diego Tardelli realizando exame, segunda, 11,  na Cidade do Galo ( Foto: Pedro Souza / Atlético)
Diego Tardelli realizando exame, segunda, 11, na Cidade do Galo ( Foto: Pedro Souza / Atlético)

O Cruzeiro, que vinha fazendo reuniões através de videoconferência com a presença de elenco e comissão, já recebeu o aval da prefeitura de Belo Horizonte para a realização dos exames.  A Raposa deve realizar os testes na próxima segunda-feira e dá início às atividades na quarta (20).

Situação atual da Covid-19 em Minas e projeções

Há pouco mais de três semanas atrás, Minas Gerais possuía números oficiais favoráveis na luta contra o coronavírus. Números estes que podem ter sidos subnotificados em virtude da ausência de testes.

No dia 22 de abril, tratava-se, em informação trazida pelo programa ‘Combate ao Coronavírus’ da Rede Globo, do nono estado com menos infectados, e Belo Horizonte como sendo a sexta capital com menos atingidos por milhão de habitantes – 178 casos por milhão.

Carlos Eduardo Amaral deu novo coletiva na manhã dessa quinta-feira (14) e atualizou a epidemia no estado. Os números atuais (14/05) são de 3950 casos confirmados, 2131 casos em acompanhamento, 1680 recuperados e 139 mortes.

De acordo com ele, MG trabalha sob a perspectiva de dois referencias na projeção de novas infecções: um que avalia a curva adaptada no território mineiro, quando este prevê 2.046 novos casos, e outro que consiste em analisar todo o país para o entendimento de como se daria no estado, a projeção, neste caso, se daria em 2.916 novos contagiados. Este último tem o intuito de compreender o ‘estresse do sistema de saúde’, segundo a secretaria.

VAVEL Logo