Cruzeiro é condenado pela Fifa com perda de seis pontos na Série B
Foto: Bruno Haddad/Cruzeiro

O Cruzeiro vai começar a Série B do Campeonato Brasileiro com menos seis pontos na tabela de classificação. Nesta terça-feira (19), o clube foi punido pela Fifa da perda de pontos, devido à não quitação da dívida da Raposa com o Al Wahda, pelo empréstimo de seis meses do volante Denilson.

O valor de 850 mil euros, na casa dos R$ 5 milhões tinha como data limite para pagamento a última segunda-feira (18), como o clube não cumpriu a ordem de pagamento, emitida pela entidade em março desse ano, sofreu a condenação. A diretoria do Cruzeiro vinha tentando estender o prazo para o pagamento da dívida com o clube árabe. A informação foi antecipada pela "Rádio Itatiaia".

A dívida se refere ao empréstimo do volante Denilson (feito em 2015 junto ao Al-Wahda), que chegou ao Cruzeiro para se recuperar de uma lesão, e ficou seis meses na equipe celeste. Denilson chegou a atuar pelo Cruzeiro em cinco partidas, sendo duas como titular.

Em nota no seu site oficial, o Cruzeiro afirma que a direção do Clube ainda não recebeu nenhuma comunicação oficial, e está finalizando a negociação com o clube dos Emirados Árabes. 

“Estamos negociando com o Al-Whada e vamos seguir até o último minuto, aguardando um desfecho positivo, para que o Cruzeiro não seja penalizado com a perda de pontos. Estamos vivendo um momento de exceção, em que o mundo está sofrendo com as consequências desta crise com o Coronavírus. Todos sabem da falta de recursos do Cruzeiro e o Clube teve suas receitas ainda mais comprometidas pela situação de pandemia”, explicou Sandro Gonzalez, CEO do Conselho Gestor, falando sobre as negociações com o clube árabe.

Agora, o clube celeste terá um novo prazo para realizar o pagamento da dívida. Caso o pagamento não seja realizado, o Cruzeiro poderá receber nova punição da Fifa, sendo estas mais severas. 

O Cruzeiro ainda acumula outras dívidas junto à entidade e que não cabem mais recurso, como é o caso dos jogadores William (Zorya, da Ucrânia), Arrascaeta (Defensor, do Uruguai), Riascos (Morelia) e Rafael Sobis (Tigres). O clube ainda não se pronunciou sobre o assunto. 

Os dois pré-candidatos à presidência do Cruzeiro foram comunicados sobre a situação deste processo na Fifa.

VAVEL Logo