Após estrear em casa com derrota, Ney Franco avalia atuação do Goiás: "Esperava um desempenho melhor"
Foto: Divulgação / Goiás 

O Goiás foi derrotado pelo Fortaleza por 3 a 1 nesta quarta-feira (19) em casa, no Serrinha, pela 4ª rodada do Campeonato Brasileiro Série A. Jogando como anfitrião pela primeira vez na competição, a equipe verde não conseguiu segurar os rivais e apresentou problemas no desempenho em campo.

Em entrevista coletiva, o técnico Ney Franco avaliou a performance do elenco. Para ele, até mesmo o fator casa não ajudou, além dos muitos erros que precisam ser corrigidos.

"A gente esperava ter um desempenho melhor hoje em termos de posicionamento dentro de campo. Em casa e não conseguimos propor o jogo, fazer uma marcação alta e nem atrapalhar a saída de bola do Fortaleza.  Tentamos e não conseguimos. É fazer ajustes para o próximo jogo. Uma equipe se constrói nessa forma dentro de uma competição. No nosso caso, a gente estava muito tempo sem jogar, passamos por duas experiências fora de casa e justamente dentro de casa não tivemos competência para fazer um bom jogo. Esperamos que tenha sido um acidente de percurso. Logicamente que eu saio com mais dados sobre o desempenho dos atletas e com certeza vamos ter mais capacidade para colocar uma equipe mais forte no próximo jogo”.

O comandante arcou com todas as responsabilidades e culpas diante do resultado negativo para o Goiás. Em sua opinião, ajustes precisam ser feitos para melhorar a atuação na Séria A.

"Fizemos um bom segundo tempo e um bom jogo contra o Palmeiras. A expectativa de jogar dentro de casa em uma estreia no Campeonato Brasileiro ficou muito abaixo do que a gente esperava. Nos cabe detectar onde estão os erros. Eu, como treinador, avaliar realmente o que deu certo e errado. Não posso resumir um fracasso apenas a uma escalação inicial de jogo, tenho que avaliar as substituições, uma avaliação não só do desempenho dos atletas mas também minha como treinador. Tanto o treinador como os atletas ficaram aquém na expectativa que tínhamos para esse jogo. É hora de comissão técnica, treinador e jogador se juntarem para rever e reestruturar uma equipe para o próximo jogo. Sabemos que estamos tendo dificuldades no inicio da competição, mas não quero transferir a responsabilidade, tenho que interpretar esse resultado negativo".

Tendo um clássico pela frente, Ney pretende vencer o jogo para poder se recuperar no campeonato.

"O clássico é um outro jogo. São duas equipes que vem de derrota. Não temos muito tempo para treinamento, tem que ser na conversa e ajustes. Termina esse jogo e a minha cabeça já está pensando no outro. É uma grande oportunidade para começar a tentar uma recuperação dentro do Campeonato Brasileiro. Tomara que tenhamos a competência de fazer um bom jogo diante do Atlético para depois ter tranqüilidade para preparar o nosso jogo diante do Vasco, classificação para a quarta fase da Copa do Brasil".

Com duas derrotas, um empate e um jogo a menos na conta, o Goiás segue na zona de rebaixamento, na 18º posição, com um ponto. O clássico acontece no próximo sábado (22), às 21h (Horário de Brasília), pela 5ª rodada do Brasileirão.

 

VAVEL Logo