São Paulo domina Atlético-GO e sobe na tabela do Brasileirão
Foto: Rubens Chiri/São Paulo FC

Em um jogo pouco movimentado no primeiro tempo e com domínio do tricolor paulista no segundo, o São Paulo bateu o Atlético-GO pela 14ª rodada do Brasileirão, por 3 a 0. Os gols foram marcados por Brenner (duas vezes) e Gabriel Sara nesta quarta-feira (7), no Morumbi.

Estratégias

O São Paulo foi no seu tradicional 4-1-4-1. O Tricolor Paulista foi à partida com Tiago Volpi no gol, Reinaldo e Juanfran nas laterais, com o papel de verticalizar o jogo em momentos de pressão defensiva e distribuir a bola de forma mais centralizada, Bruno Alves e Diego Costa na zaga, ambos com o papel de ajudar com a saída de bola tão apreciada no esquema tático de Diniz.

Luan esteve na cabeça de área, funcionando como um desarmador que abre o jogo para os meio-campistas, Daniel Alves jogou um pouco mais à frente como um segundo volante e Vitor Bueno fez o papel de meia caído pelas pontas, com a responsabilidade de abrir o jogo para Sara e Igor Gomes, que estiveram mais caídos pelas pontas, buscando chegar ao ataque e auxiliar Brenner. Brenner, por sua vez, esteve jogando como um centroavante fixo que se movimenta próximo à meia lua e chega à grande área para finalizar.

Já o Atlético de Mancini buscou uma solução para os desfalques num 4-3-3. No gol, Kozlinski substituiu Jean, impossibilitado de jogar por cláusulas contratuais, enquanto Nicolas e Dudu estiveram nas laterais, tentando abrir o jogo verticalmente. Gilvan e Eder comporam a zaga.

Lucas Oliveira fez o papel de volante, segurando um pouco mais a bola na defesa e abrindo o jogo para o segundo volante, segundo volante esse que foi Marlon Freitas, tentando a bola chegar ao meia armador, Chico foi este homem e teve o papel tático de abrir o jogo para os pontas e pisar na área. Janderson e Ferrareis foram os pontas do tricolor goianiense, abrindo o jogo e buscando o X1 contra os laterais são-paulinos em velocidade e Zé Roberto foi o centroavante finalizador do Atlético.

São Paulo sofre pouco e administra favoritismo

Ambas as equipes costumam apresentar um jogo mais ofensivo e incisivo e a promessa era de um grande jogo.

No primeiro tempo, o São Paulo tomou a iniciativa mais vezes e buscou propor o jogo, de forma que o meio-campo do Dragão ficasse congestionado e os pontas não recebessem a bola pelo lado do campo.

No início do primeiro tempo, aos sete, o São Paulo teve uma chance clara com Gabriel Sara, que acabou recebendo a bola no rebote de Vitor Bueno e chutando para fora. Após isso, o jogo só voltou a esquentar aos 18, com um chute fraco de Brenner, dentro da grande área, para fora.

Aos 24 minutos, Brenner teve um gol bem anulado por impedimento. Três minutos depois, Igor Gomes recebeu a bola na grande área e bateu de primeira, por cima do gol.

O Atlético-GO chegou, com perigo, pela primeira vez aos 37 minutos, com cabeçada de Gilvan que obrigou Volpi a fazer defesaça. Logo na sequência, Marlon Freitas mandou uma verdadeira bomba no gol de Volpi que só observou a bola saindo para fora.

O primeiro gol da partida só foi sair mesmo aos 46 minutos. Gabriel Sara cruzou, Kozlinski espalmou nos pés de Brenner e o jovem atacante não teve dó.

O primeiro tempo foi morno com uma leve superioridade ofensiva do São Paulo, que teve melhores chances sob a proposta de jogo de Fernando Diniz. O time do São Paulo abriu poucas vezes pelas pontas mas centralizou muito bem e conseguiu chegar ao ataque com mais perigo que o adversário.

O Atlético, diferente do habitual, esteve mais defensivo e reteve pouco a bola, além de não conseguir propor o jogo com a velocidade que buscava apavorar o Soberano.

O segundo tempo foi mais emocionante e contou com momentos realmente ofensivos de ambas as equipes. Aos três, o São Paulo teve um pênalti marcado ao seu favor, que foi corretamente anulado pouco tempo depois.

Aos 14, Igor Gomes cabeceou mal para fora e perdeu uma chance clara para o Tricolor Paulista. Três minutos depois, Hyuri tentou uma bicicleta que foi defendida por Volpi.

Dois minutos depois, porém, Gabriel Sara bateu de fora da área e marcou o segundo gol são-paulino. Aos 22, Volpi defendeu chute forte de Chico, que recebeu na grande área e chutou direto no gol.

Pouco tempo depois, aos 25 minutos, Brenner marcou o terceiro gol do São Paulo, matando o jogo. O atacante recebeu assistência de Gabriel Sara e bateu rasteiro, sem chances para Kozlinski.

Aos 28 minutos, Brenner driblou Gilvan e chutou para fora num lance em que esteve cara a cara com o goleiro da equipe goianiense. No fim, vitória tranquila do Tricolor paulista: 3 a 0.

Classificação e próximos compromissos

Com 23 pontos, o São Paulo sobe para o terceiro lugar, quatro pontos atrás do líder Atlético-MG. Já o Atlético-GO estaciona na 14ª colocação, com 15 pontos, um acima do Z-4.

O São Paulo terá o clássico diante do Palmeiras no sábado (10), às 19h, no Allianz Parque, enquanto o Atlético-GO recebe o Bragantino, no domingo (11), às 18h15.

VAVEL Logo