Ríspido, Fernando Diniz critica primeiro tempo do São Paulo contra Lanús
Fernando Diniz após São Paulo 4 a 3 Lanús (CONMEBOL/Divulgação)

O São Paulo teve uma dramática eliminação na última quarta-feira (04). Jogando pela segunda fase da Copa Sul-Americana 2020, o Tricolor venceu o Lanús por 4 a 3, mas foi eliminado por conta do terceiro gol granate, marcado nos acréscimos da segunda etapa - na competição, o gol fora de casa é um dos critérios de desempate, e a peleja de ida foi 3 a 2 na Argentina. Na entrevista coletiva após o duelo, Fernando Diniz, técnico do SPFC, falou sobre o resultado.

Mostrando desconforto e certa rispidez com algumas questões, Fernando Diniz falou sobre a ousadia de tirar os dois zagueiros da equipe em determinado momento. Para isso, recorreu ao jogo contra o Flamengo, no último domingo, vencido por 4 a 1 no Maracanã.

"As perguntas são sempre justificando o resultado. Já mudei a defesa. É uma questão de postura do time. O time como sistema tem de saber ser consistente como foi contra o Flamengo. Tem todas as condições de jogar o que jogou contra o Flamengo. Não precisa fazer mudança, inventando monstro. Ficar especulando, achar monstro como acharam lá que o Flamengo perdeu. Estão tentando achar monstro aqui agora", disparou.

Em outro momento, entretanto, ele destacou que o primeiro tempo da equipe não foi boa. "Não dá para saber porque entrou desligado, mas concordo que foi um primeiro tempo que não podia ter feito. O jogo do Flamengo acabou domingo. Trouxemos um pouco do jogo do Flamengo para hoje. Foi bom para domingo, para hoje tinha que fazer o que fez no segundo tempo, com mesma agressividade e entrega. Provavelmente teria ganhado o jogo até com uma certa diferença", finalizou o técnico do São Paulo.

VAVEL Logo