Atlético-MG domina a partida, mas falha na concretização de jogadas e Goiás vence
Foto: Rosiron Rodrigues/ Goiás 

Na esperança de se manter na disputa pelo título do campeonato, o Atlético-MG visitou o Goiás nesta  quarta-feira (3), no Estádio Serra Dourada, em Goiânia em jogo válido pela 34ª rodada do Campeonato Brasileiro. Já os donos da casa precisavam da vitória para se manterem vivos na luta contra o rebaixamento. Índio marcou o único gol da partida garantindo a vitória do alviverde.

Distribuição tática

O técnico Augusto César escalou o Goiás no 5-3-2 com Marcelo Rangel no gol, Fábio Sanches, Heron e David Duarte  na defesa, Shayllon e Jefferson nas laterais.  Índio, Henrique Lordelo e Daniel comandaram o meio-campo, já no ataque Fernandão e Miguel Ferreira corriam pelas pontas.

O treinador Jorge Sampaoli escolheu o esquema 3-5-2 para surpreender o adversário. O time teve a seguinte formação: Éverson no gol, Réver, Junior Alonso e Gabriel fizeram o trio de zaga,  Savarino e Guilherme Arana nas laterais. No meio, Alan Franco, Allan e Hyoran auxiliaram na transição defesa-ataque, enquanto Eduardo Vargas e Eduardo Sasha formaram a dupla de ataque.

Volume ofensivo do Atlético não dá resultado

A postura do Galo desde o início da partida estava clara: avançar as linhas e conseguir chegar ao gol o mais rápido possível. No entanto, a ambição de conseguir o tento acabou resultando em muita posse de bola e troca de passes e pouquíssimas oportunidades claras de gol.
Do contrário, o Goiás surpreendeu e , com uma das únicas chances que teve na partida, converteu com Índio de cabeça após cruzamento de Daniel aos 28' da primeira etapa.
Daí em diante, os alviverdes se defenderam com maestria. Encurtaram a distância entre seus jogadores e abaixaram as linhas esperando a ofensividade atleticana.
O Atlético, por sua vez, encontrava dificuldades para avançar às entrelinhas do Goiás e, por esse motivo, reteve a bola durante boa parte do jogo o que se refletiu na posse de bola de 78%.
Para tentar quebrar as linhas de marcação, o alvinegro trocava passes na esperança de surgirem espaços. O resultado foi a realização de 815 passes.
Sem sucesso, os visitantes voltam para Belo Horizonte de mãos vazias enquanto os donos da casa celebram os três pontos que ajudarão na briga contra o rebaixamento.
Para se manter vivo na briga pelo título, o Atlético-MG precisa torcer pelos tropeços de Internacional e Flamengo.

Classificação e próximos confrontos

Com a derrota, o Atlético-MG se mantém na terceira colocação, com 60 pontos. A diferença para o segundo colocado, o Flamengo, é de apenas um ponto enquanto a diferença para o líder é de cinco pontos podendo ser ampliada até o fim da rodada. O Goiás ocupa a 18ª posição, com 32 pontos.
 
Na próxima rodada, o Goiás volta a campo no sábado (6) para enfrentar o Bahia, em Salvador, às 19h. Já o Atlético-MG só voltará a campo na quarta-feira (10) para enfrentar o Fluminense, no Maracanã, às 21h30.
 
VAVEL Logo