Marcelo Cabo nega falta de entrega do Atlético-GO e diz que ainda tem objetivos a cumprir
Foto: Divulgação / Atlético-GO

O Atlético-GO perdeu para o Bragantino por 2 a 0 nesta quarta-feira (3) e freou a arrancada após três vitórias seguidas no Campeonato Brasileiro. O time comandado por Marcelo Cabo não conseguiu repetir as últimas boas atuações e viu o sonho de uma vaga na Libertadores 2021 ficar mais distante.

Após o jogo, o treinador foi questionado se as trocas no segundo tempo deixaram o time confuso em campo. Os gols saíram depois das mexidas do comandante.

“Eu não concordo que o time ficou confuso, nós tínhamos uma clara ideia de deixar o time mais contundente depois do gol e a gente tentou mudar para um 4-3-3 com um jogador centralizado e dois pelos lados, para nós termos dois jogadores mais agudos na frente. Então não concordo que o time ficou confuso. Sabíamos que seria um jogo de muita dificuldade e que quem fizesse o primeiro gol seria beneficiado.”

Perguntado sobre a liberdade encontrada por Arthur e, principalmente, Claudinho no segundo tempo do jogo, Cabo disse o seguinte:

“No primeiro tempo nós fizemos um jogo muito equilibrado e no segundo tempo eles se ajustaram muito bem com esse jogo no Claudinho, flutuando entre as duas linhas. Nós não tivemos a mesma contundência do primeiro tempo e eles acabaram conseguindo essa flutuação entre as duas linhas com mais facilidade.”

Marcelo Cabo também falou se o Atlético-GO perdeu a intensidade após ter atingido o seu objetivo principal no campeonato, que era a permanência na primeira divisão:

“De forma nenhuma. Aqui não faltou entrega, não faltou disciplina, não faltou organização. Até por que a gente tem objetivos ainda na competição. Não faltou concentração e o time não relaxou porque fez 45 pontos. Ainda temos metas a bater.”

E os reforços?

O treinador do Dragão também falou dos possíveis reforços da equipe para a próxima temporada:

“O Igor (Cariús) é um jogador monitorado pelo Atlético-GO mesmo antes da minha chegada. E como provavelmente a gente vai perder o Nicholas, que deve retornar ao Athletico, nós precisávamos de um jogador com a mesma função. E o Igor encaixa nesse perfil, é um jogador experiente, que já trabalhou comigo e fez uma excelente série B pelo CRB. E o André é um jogador jovem que fez uma boa série C pelo Santa Cruz e também teve o meu aval, pois é um jogador muito interessante”, finalizou.

Com a derrota para o Bragantino, o Atlético-GO caiu para a 13ª colocação no campeonato, com 45 pontos. Os últimos jogos da equipe serão contra o Santos, em casa, Athletico-PR e Palmeiras, fora, e Coritiba, também em casa.

VAVEL Logo