Vizolli defende Volpi, manda vestiário ficar calado e promete vitórias
Marcos Vizolli após São Paulo 1 a 1 Ceará (São Paulo FC / Divulgação)

O final de jogo entre São Paulo e Ceará foi repleto de situações raras. Já nos acréscimos da segunda etapa, um erro crasso de Tiago Volpi fez com que Léo Chu inaugurasse o placar. Na última jogada da peleja, Luciano empatou. O que ficou do 1 a 1 na última quarta-feira (10), entretanto, foi o vacilo do goleiro tricolor no duelo válido pela 35ª rodada do Campeonato Brasileiro 2020. Marcos Vizolli, técnico interino da equipe, fez questão de defender o goleiro no Morumbi.

Uma das atitudes do treinador que comandou a equipe após a saída de Fernando Diniz foi manter o vestiário calado, para que todos refletissem a respeito do resultado. "Quando nós chegamos no vestiário, eu proibi qualquer conversa, eu coloquei para eles. O melhor momento agora é o silêncio, amanhã teremos tempo para dialogar. Não podemos esquecer que o Tiago Volpi já fez muitos milagres pelo São Paulo, neste Brasileiro já pegou quase cinco pênaltis, fez grandes defesas", comentou o interino.

Apesar da falha de Tiago Volpi, o SPFC ostentou bons números contra o Ceará. Teve mais posse de bola (60%), chutou o dobro de vezes ao gol (dezesseis a oito) e acertou muito mais finalizações (nove a dois). 

Rumo ao título

Com muitos sequer cogitando mais o São Paulo como candidato ao caneco, Marcos Vizolli fez questão de manter o Tricolor na briga. No final, ele chegou a prometer, ao menos, um resultado positivo. "Não estamos preocupados em classificar para a Libertadores, ainda estamos num momento de buscar o título. Para qualquer pessoa é impossível, mas para quem trabalha no esporte, quem está no dia a dia, quem quer reverter uma situação de vida, você tem que passar por obstáculos. Jogos difíceis, mas importantes. A vitória vai chegar, pode ter certeza disso", finalizou o profissional na sala de imprensa do Morumbi.

VAVEL Logo