Sim, é possível: motivos para acreditar na classificação do Rio Branco na Copa do Brasil
Divulgação/Rio Branco

Ao Rio Branco-ES vale apenas uma façanha em Cariacica. Ele deve superar o Sampaio Corrêa-MA se quiser se classificar para a Segunda Fase da Copa do Brasil. E o desafio vem no melhor momento: duas vitórias sem sofrer gols e liderança (dividida) no Campeonato Capixaba. No Kleber Andrade, eles têm motivos para se agarrar ao rótulo de zebra.

1. Vestiário

Após calar os críticos e encerrar bem a temporada 2020, o Rio Branco traz consigo uma imagem de coesão e consistência, com grandes nomes do futebol estadual e nacional.

2. Experiência de Paulinho

O alvinegro não apenas se reforçou após a saída de Marinho (Uberlandia), como manteve o atacante Paulinho (ex-Flamengo), campeão da Copa do Brasil de 2013. Hoje, o atleta é peça importante para o Rio Branco, contribuindo com gols e assistencias para jogadores como Matheus Bidick, Ronicley e Vandinho.

3. Fase atual

O Rio Branco luta pelo titulo do Capixabão 2021 e  se reforçou para alcançar o acesso à Série C do Campeonato Brasileiro. Dos últimos 10 jogos, a equipe capa-preta venceu cinco.

4. Vitórias em casa

O Rio Branco venceu quatro dos últimos 10 jogos como mandante, além de quatro empates e duas derrotas - lembrando que ao alvinegro somente a vitória importa.

5. André Visser

Se no último ano, poucos acreditavam que o time da capital iria eliminar os seus arqui-rivais, Vitória e Desportiva, e alcançar a final do estadual, desta vez, o Rio Branco foi ainda mais ambicioso. O clube inovou e trouxe um estudioso, o alemão André Visser, para comandar a equipe no ano de 2021. 

6. Sistema de jogo

Andre Visser gosta de uma marcação alta e sabe quando usar inversões em profundidade. A equipe também sabe ser reativa e as bolas longas para os extremos pode ser uma boa arma para o contra-ataque alvinegro.

7. Remontada diante da Desportiva

O Rio Branco sabe jogar sem a pressão. No dia 21 de novembro de 2020, em casa, a equipe derrotou a Desportiva por 2 a 1 nas quartas de final do Campeonato Capixaba. O gol de Paulinho  aos 42’ do segundo tempo não deu somente a vitória aos alvinegros, como também tirou a vantagem do empate do rival. Sem favoritismo, naquele momento, o Brancão deu início ao seu grande momento.

8. Sede por títulos

Em 2020, a falta de opções no banco de reservas era um dos grandes assuntos em pauta nos debates envolvendo o alvinegro. Para alcançar voos maiores, houve um fortalecimento do vestiário, com jogadores jovens chegando e atletas experientes sendo mantidos. O grupo ainda busca sua primeira grande conquista com a camisa capa-preta.

9. Quatro competições

A confiança está lá em cima! O Rio Branco jogará o Campeonato Capixaba, a Copa Espírito Santo, o Campeonato Brasileiro da Série D e a Copa do Brasil em 2021.

10. Invictos

Enquanto o  Sampaio Corrêa, vem de uma sequência de dois empates e uma derrota, o Rio Branco venceu todos os dois jogos que disputou em 2021 sem sofrer um gol sequer (3 a 0 e 1 a 0).

VAVEL Logo