Santa Cruz e CSA medem forças em busca da primeira vitória
na Copa do Nordeste
Rafael Melo/Santa Cruz

Um tradicional confronto nordestino onde a vitória é mais que necessária. Num dos jogos que fomenta a rivalidade entre Alagoas e Pernambuco, Santa Cruz e CSA se enfrentam às 18h15 deste sábado (20) no Estádio José do Rego Maciel, o Mundão do Arruda, no Recife/PE. A partida é válida pela quarta rodada da fase de grupos da Copa do Nordeste 2021. Com campanhas abaixo da expectativa, a soma de três pontos é fundamental para as chances de classificação permanecerem em níveis razoáveis.

Nas três rodadas disputadas, o Tricolor do Arruda perdeu todas. Os reveses diante de Vitória, ABC e Salgueiro resultam no clube pernambucano ter o pior desempenho entre todos os participantes do Nordestão, o único time que ainda não pontuou no torneio regional.

Por outro lado, o Azulão do Mutange repetiu as atuações nos jogos contra Treze, Confiança e CRB: abre vantagem no placar, recua e cede o empate no segundo tempo, com o agravante para as igualdades diante de paraibanos e sergipanos, quando desperdiçaram a oportunidade de vencer no fim. Os alagoanos estão invictos por não perderem, mas não há nada a comemorar uma vez que não tem avanço.

Santa Cruz

Além do momento ruim na Copa do Nordeste, o Santa Cruz se desgastou à toa no meio de semana. A equipe coral enfrentaria o Ypiranga-AP em Goiânia/GO na estreia dos dois times na Copa do Brasil. Mas a proibição de qualquer evento em Goiás por conta do incontrolável quadro pandêmico impediu a realização do jogo com as equipes já em solo goiano.

O técnico João Brigatti não poderá contar com quatro jogadores. O goleiro Martín Rodríguez e o volante Elicarlos ainda estão contaminados pelo novo coronavírus, enquanto o zagueiro Danny Morais e o atacante Leonan estão no departamento médico em recuperação de lesões musculares. Com isso, Jordan volta ao gol, Alan Cardoso joga no lado esquerdo da defesa e a dupla de zaga será formada por William Alves e Célio Santos.

A grande dúvida do comandante coral é no meio de campo. Caetano e Chiquinho são nomes certos, mas o posicionamento de Chiquinho no meio pode alterar a escalação inicial. Se o jogador jogar como terceiro homem de meio de campo, presente mais na armação de jogadas, Ítalo Henrique é escalado com Caetano para formar a dupla de volantes. Porém, se Chiquinho jogar como volante, Ítalo Henrique é sacado e João Cardoso atua como o atleta mais avançado no setor. A dúvida será esclarecida com a divulgação da escalação oficial momentos antes do início da partida.

CSA

O CSA está invicto na temporada, com três vitórias e quatro empates nas competições disputadas neste primeiro semestre: Campeonato Alagoano, Copa do Nordeste e Copa do Brasil. Após encerrar sequência negativa de 11 anos sem vencer na Copa do Brasil, o Azulão do Mutange goleou o Guarany de Sobral por 5 a 1 no meio de semana e garantiu a manutenção no torneio.

O grande gargalo no momento é o Nordestão, com três empates em três jogos e a sexta posição no Grupo B. O incômodo não é apenas com o fato de não vencer, mas por ter cedido o empate nos três jogos disputados na competição regional. O objetivo é buscar a primeira vitória ao levar em consideração o momento adversário.

O único desfalque é o meia Nadson. O jogador foi liberado pelo Departamento Médico após sentir dores no ombro e nas costas no empate contra o Treze, mas não viajou com o grupo e deve estar pronto para jogar apenas na próxima rodada. O time que venceu em Sobral/CE foi direto ao Recife. Por isso, a escalação do técnico Mozart Santos é a mesma dos últimos jogos.

Ficha técnica de Santa Cruz x CSA – Copa do Nordeste 2021, rodada #4

Estádio José do Rego Maciel, o Mundão do Arruda, no Recife/PE – 18h15 deste sábado (19)

Santa Cruz – Jordan; Augusto Potiguar, William Alves, Célio Santos e Alan Cardoso; Ítalo Henrique (João Cardoso), Caetano e Chiquinho; Madson, Pipico e Léo Gaúcho. Técnico: João Brigatti.

CSA – Thiago Rodrigues; Norberto, Rodolfo Filemon, Fabrício e Vítor Costa; Geovane, Silas e Gabriel; Rodrigo Pimpão, Dellatorre e Marco Túlio. Técnico: Mozart Santos.

Arbitragem – Leandro Bizzio Marinho (CBF/PB), auxiliado por Oberto da Silva Santos (CBF/PB) e por Kildenn Tadeu Morais de Lucena (CBF/PB), com Nairon Pereira de Lima (CBF/PE) como quarto árbitro

VAVEL Logo