Rodrigo Chagas reprova atuação do Vitória contra Internacional: “Deixamos jogar”
Foto: Reprodução/TV Vitória

Em confronto difícil, Vitória e Internacional se enfrentaram nesta quinta-feira (3), no Barradão, válido pelo jogo de ida da terceira fase da Copa do Brasil. O time gaúcho, mesmo jogando fora de casa, venceu a partida por 1 a 0, com gol marcado por Thiago Galhardo, de pênalti.

Insatisfeito, o técnico Rodrigo Chagas ressaltou que não gostou da atuação dos mandantes em campo após o apito final.

“Eu não gostei. Eu acho que nós fomos bem abaixo do que nós podemos jogar, não tivemos posse de bola, erramos muitos passes e fomos pouco agressivos. Acredito que a gente teve uns 10, 15 minutos de bom início de jogo e depois baixamos muito a linha, deixamos o adversário de muita qualidade jogar, com certos jogadores que individualmente fazem a diferença e isso fez com que atraísse o adversário para o nosso campo”.

O treinador avaliou que a parte defensiva da equipe funcionou bem, enquanto o sistema ofensivo deixou a desejar.

“O comportamento defensivo foi muito bom. As opções de ataque, realmente, pelo fato de termos Vico e Wesley fora [complicou], que são opções de ataque. As nossas bordas não funcionaram da forma como nós queríamos hoje, mas temos que trabalhar, conversar e corrigir aquilo que não foi bem hoje para que no próximo jogo possa estar tudo da forma que nós planejamos”.

Com apenas 23% de posse de bola durante os 90 minutos, o comandante se diz chateado com o aproveitamento do time nesse ponto, além de repetir que a atuação não foi boa.

“Muito pouco [posse de bola]. Eu estou muito chateado. Nós não fizemos um bom jogo; nós entramos em campo. Na realidade, fomos muito passivos, deixamos o adversário jogar, o que não pode acontecer daqui para frente. Temos que ter atitude, para que possamos fazer bons jogos, ter bons resultados e acho que temos que ter uma forma. Temos uma forma agressiva de jogar, tentando não deixar o adversário jogar e isso infelizmente não aconteceu e o adversário dominou o jogo”.

"[O Internacional] não foi agressivo em alguns pontos; até sofremos pouco no jogo. Eles tiveram controle absoluto da partida e fizeram gol de pênalti, mas, de qualquer forma, acho que temos que melhorar bastante nos próximos jogos, para que a gente não sofra como sofremos hoje”, complementou.

Por fim, questionado sobre o pênalti não marcado a favor do Vitória, em lance que o lateral Roberto foi derrubado por Lucas Ribeiro na área, Chagas concordou que o clube foi prejudicado pela arbitragem, mas que não colocaria a culpa da derrota no árbitro Marcelo de Lima Henrique.

“Mesmo jogando mal, como já falei, o juiz prejudicou. O Roberto sofreu o pênalti e o juiz estava na frente [do lance], não deu. Mas enfim, fomos prejudicados pela arbitragem; poderíamos ter saído com o empate. Não podemos colocar a culpa na arbitragem pela pouca dinâmica que tivemos no jogo, mas a gente sabe que poderia sair com o resultado [melhor] mesmo jogando mal”.

O confronto de volta ocorrerá na próxima quinta-feira (10), às 21h30, no Beira-Rio. Antes, o Vitória irá receber o Náutico na segunda-feira (7), às 20h, pela segunda rodada do Brasileirão Série B.

VAVEL Logo